21de Maio,2018

Geopt.org - Portugal Geocaching and Adventure Portal

01 November 2014 Written by  Fernando Dias

Caches Enigma: Por onde começar?

Caches enigma


As caches-enigma, o célebre ponto de interrogação azul, é o terror dos geocachers. A maior parte deles simplesmente ignoram e passam à frente, outros metem na lista "Ignore. Haja paciência.". E porquê? Porque a maior parte das vezes ou não têm paciência para isso ou olham para o enigma "como um boi para um palácio", não fazendo a mínima ideia de como o resolver. E então generaliza-se. Se alguns são difíceis, passo todos à frente. Pronto. Problema resolvido. Um dia as coordenadas finais desse enigma irão aparecer aí em algum local e então vou à procura da cache.
Mas também há os que se interessam por isso mas não têm ideia de onde pegar ou por onde começar.
O objectivo deste meu tópico é desmistificar as caches-enigma, dar umas dicas de como começar, dar indicações de onde podem pegar para chegar à solução.
Naturalmente não se pode dar uma solução universal, porque cada autor as cria à sua forma. Mas há alguns pontos comuns e típicos, e é sobre esses que vou escrever.

Por onde começar?

 

Ao olharem para a lista de uma cache enigma, para saberem o que é preciso descodificar, a primeira coisa a fazer é ver o que existe na página de estranho, algo que está a mais ou não faz sentido para a cache que pretende representar. É claro que, muitas vezes, é precisamente aí que está o enigma e só é preciso descodificá-lo.
Algumas vezes não é óbvio. Pode estar disfarçado e é preciso descobrir onde está o mistério. Outras vezes nada existe, mesmo, que salte à vista, que mostre o que precisamos de descodificar.
Se existe uma imagem, provavelmente o enigma está nessa imagem escondido numa de muitas possíveis formas. Se existe uma tabela ou um esquema, quase de certeza o enigma está nesse local.
Se há um texto estranho, procurem bem que deve estar aí.
Vamos a um exemplo simples!

 

Incluído no texto

"Um dia saí de casa eram aproximadamente três da manhã. Não tinham ainda passado nove minutos e já sentia as dores nas pernas como se tivesse caminhado cinquenta quilómetros! Tive mesmo que desistir da caminhada e voltei para trás. Mas a caminhada de regresso também me iria custar, por isso, e porque por sorte estava mesmo junto de uma praça de táxis, entrei num deles. Por curiosidade reparei que tinha o número 165. Com tudo o que se passou, cheguei a casa faltavam oito minutos para as cinco horas. Infelizmente reparei que tinha deixado a chave em casa. Tive que tocar algumas quatro vezes para que me abrissem a porta. Ao entrar em casa fui descansar e fiquei deitado durante mais de 35 minutos ao que se seguiu um belo pequeno-almoço com duas chávenas de café."

Onde está o enigma neste caso? Fácil... é só tirar os números do texto: "três", "nove", "cinquenta", "165", "oito", "cinco", "quatro", "35", "duas". Resultado final: N 39º 50.165' W 008º 54.352'. Podem ir procurar a cache. :)
É claro que este é um caso do mais simples que existe, mas há vários casos assim com os números mais ou menos disfarçados.

 

Escondido no texto

 

Onde estão as coordenadas neste texto?

"Um diaNsaí de casa era ainda de madrugada.3Não tinham ainda passado uns9minutos e já sentia as dores nas pernas como se tivesse caminhado imensos quilómetros!5Tive mesmo que desistir da caminhada e voltei para trás.0Mas a caminhada de regresso também me iria custar,1por isso,6e porque por sorte estava mesmo junto de uma praça de táxis,5entrei num deles.WPor curiosidade reparei que tinha o número igual ao dobro da minha idade.8

Com tudo o que se passou,5cheguei a casa eram quase cinco horas.4Infelizmente reparei que tinha deixado a chave em casa.3Tive que tocar algumas vezes para que me abrissem a porta.5Ao entrar em casa fui descansar e fiquei deitado durante imenso tempo ao que se seguiu um belo pequeno-almoço com duas chávenas de café e torradas2com manteiga."

 

Quando nada vemos à primeira vista, uma das possibilidades é as coordenadas estarem embebidas no texto. A forma mais fácil de descobrir se é assim é seleccionar o texto todo. Salta logo à vista o necessário para a solução. Vá, seleccionem o texto. O que vos aparece? "Um diaNsaí de casa era ainda de madrugada.3Não ...."

Lá está tudo entre as palavras. É só ler N3950165W854352 e converter para as desejadas coordenadas: N 39º 50.165' W 008º 54.352'

 

Até ao próximo enigma!

Fernando Dias

 



5 comments

  • Comment Link Jorge Tadeu
Silva Ramos 05 November 2014 jorgetadeuramos

    Artigo bastante interessante, venham mais desenvolvimentos.

  • Comment Link Jorge Tadeu
Silva Ramos 05 November 2014 jorgetadeuramos

    Artigo bastante interessante, venham mais desenvolvimentos.

  • Comment Link Fernando Almeida 03 November 2014 fmola3@gmail.com

    http://www.geocaching.com/geocache/GC571RZ_zacarias-o-pinguim?guid=1f65aaef-31cb-4801-9039-718a2771daa4#

  • Comment Link Fernando Almeida 03 November 2014 fmola3@gmail.com

    Olá
    Obrigado por este post. Tenho desesperado nalgumas mistério é isso deve-se naturalmente à falta de experiência. Com estas dicas aprendi mais alguns truques.
    Permitam-me partilhar convosco uma cache mistério que achei fantástica pois o grupo de amigos que a criou, teve imenso trabalho em criar a história e conseguiu relacionar a mesma com uma notícia real.
    À semelhança dos textos exemplificativos, nesta cachê também é necessário encontrar os números que permitem obter as coordenadas do GZ. Para isso, basta estar atento ao filme que criaram.
    Os meus parabéns aos owners da cache: Zacarias, o Pinguim GC571RZ

  • Comment Link Joaquim Safara 02 November 2014 jasafara

    Muito giras as ilustrações!

Login to post comments

Newsletter