15de Novembro,2018

Geopt.org - Portugal Geocaching and Adventure Portal

02 September 2018 Written by 

Lagos de Somiedo

Quem vai a Somiedo inevitavelmente acaba por visitar o Lago del Valle (GC2E8GK). Parece haver uma força mística que nos leva a subir o vale e descobrir aquele local recôndito na base de um circo montanhoso de picos encantadores. Manhã cedo, seguimos de carro para Valle del Lago e estacionamos logo depois da aldeia pitoresca, encravada no leito de um vale talhado pelo tempo.

Ladeados por penhascos que nos roubam a atenção a cada vislumbre, lá iniciámos a caminhada. Um pouco mais acima o trilho divide-se entre o sol e sombra. Nós fomos pela sombra, que oferece vistas generosas sobre o vale, e regressamos pelo sol, mais suportável a descer. Ao longe, a vida dos cowboys seguia com a mesma cadência de calmaria secular.

Na chegada, cerca de 6 km depois, o lago surge como um encantador cálice natural, rodeado por encostas íngremes e penhascos sobrepostos. Decidimos então contornar o manto sereno de água. A meio da travessia fizemos uma paragem para um almoço especial, tendo sobre mesa a natureza.

Para além da imagem emoldurada do lago é ainda possível visitar uma casa típica das brañas de Somiedo, o teito. No regresso optámos por fazer um desvio do trilho oficial e descemos por um percurso pelos campos, onde tivemos a oportunidade de estar com dois cavalos muito curiosos.

Os lagos de Somiedo não se esgotam no Valle. Inicialmente tínhamos definido que juntaríamos este lago com os de Saliencia num percurso conjunto. Porém, bastou um pequeno vislumbre do quão espetacular é região para percebermos que valia a pena aproveitarmos os trilhos e os percursos com calma e em dias distintos.

A visita aos lagos de Saliencia acabou por coincidir com nossa despedida do parque, pelo que foi em grande e inesquecível. Após uma ascensão matinal à Peña Ubiña de contornos memoráveis, chegámos ao Alto de Farrapona, local mítico das Vueltas, por volta das 16h. Inicialmente ainda tivemos dúvidas se conseguiríamos fazer o percurso circular pretendido, mas tal acabou por ser viável.

O trilho inicial faz adivinhar que algo espetacular está prestes a acontecer e quando alcançamos o lago La Cueva ficamos cheios de certezas sobre a beleza do trilho. As vistas do caminho sobre o lago são fantásticas! No seguimento da caminhada fizemos uma paragem na placa informativa para um momento de geocaching (GC613EM) e ficarmos a conhecer mais alguns pormenores sobre os lagos.

Prosseguimos depois pelo trilho oficial e encontramos de seguida o seco e tristonho lago Almagrena seco, mas ainda assim verde. Contornámos depois o lago Cerveriz e chegámos por fim ao encantador lago Calabazosa. No penhasco, as vistas do ponto de chegada são incríveis! Possivelmente, é o mais fantástico da zona.

Contornámos o lago pela direita e prosseguimos depois até chegarmos à encosta sobre o lago La Cueva. Esta parte do trilho, sobranceira sobre o lago, é também fantástica. Parece tendencioso usar tantos adjetivos positivos, mas a verdade é que o trilho circular dos lagos é verdadeiramente espetacular. Quase a reencontramos o acesso ao Alto de Farrapona ainda tivemos tempo para apreciarmos mais um teito asturiano.

É possível juntar os dois percursos num único, mas Somiedo merece o nosso tempo e a nossa atenção. Eis os possíveis tracks dos percursos:

 Artigo publicado em cruzilhadas.pt



Login to post comments

Newsletter