Print this page
EscUtismo vs EscOtismo
23 April 2010 Written by 

EscUtismo vs EscOtismo


Escotismo Português
Fundada em 1913, a Associação dos Escoteiros de Portugal é fundadora do escotismo em Portugal

O Escotismo Português (ou escutismo como alguns preferem escrever), foi formalmente fundado em 1913(*) com a constituição da Associação dos Escoteiros de Portugal (AEP – Escoteiros de Portugal).

Em 1911, o Tenente Álvaro Machado fundou em Macau o primeiro Grupo de Escoteiros em terras portuguesas. No ano seguinte, Lisboa viu também surgir o primeiro Grupo do continente português.

Os três primeiros Grupos de Lisboa fundaram, em 6 de Setembro de 1913, a Associação dos Escoteiros de Portugal (AEP).

Desde a sua fundação, alheia a credos religiosos e partidarismos políticos, a AEP conseguiu a admiração e o respeito dos portugueses e dos primeiros governos da República.

Com a presença de vários escoteiros no 1º Jamboree Mundial, realizado no ano de 1920, em Londres, a AEP inicia as suas representações oficiais e participa em muitos eventos internacionais do Escotismo, tendo tido a grata missão de receber Baden-Powell, o fundador do Escotismo, aquando das suas visitas a Portugal em 1929 e 1934.

A partir de 1936 e até ao 25 de Abril de 1974, a AEP sobreviveu com grandes dificuldades, sendo considerada indesejável pelo governo e alvo de perseguições e pressões. Pretendia-se com a extinção da AEP o reforço da Mocidade Portuguesa, movimento obrigatório e que nada tinha a ver com o método, os princípios e as finalidades do Escotismo.

Actualmente, a AEP conta com mais de 9000 jovens em 130 Grupos locais espalhados por todo o Continente e Regiões autónomas.

Ao celebrar noventa anos, a AEP continua a honrar e a orgulhar-se do lema proposto pelos seus fundadores: "Servir a Juventude".

* Reconhecida como Benemérita (1917)
* Membro fundador da Organização Mundial do Movimento Escotista (1922)
* Recebeu a Cruz Vermelha de Mérito (1924)
* Recebeu a Ordem de Benemerência (1931)
* Recebeu a Medalha do Instituto de Socorros a Náufragos (1974)
* Reconhecida de Utilidade Pública (1980)

Após a sua criação, o escotismo português, através da AEP – Escoteiros de Portugal, manteve vários contactos a nível internacional e juntamente com dezenas de organizações de outros países, fundou a Organização Mundial do Movimento Escotista (WOSM), entidade que desde então tutela o Escotismo a nível Mundial, definindo directrizes e orientações para todas as organizações membro nacionais.

Em 1923 foi fundado o Corpo Nacional de Escutas (CNE), organização da Igreja Católica, de inspiração no modelo criado em França, que se destina apenas a membros da respectiva confissão religiosa e que procura juntar ao escotismo concebido pelo fundador (Banden Powell) a missão de evangelização da Igreja.

Actualmente o Escotismo Português é constituído por 2 associações que são formalmente reconhecidas pela Organização Mundial do Movimento Escotista, (WOSM), através da Federação Escotista de Portugal (ver mais » ), que as integra:

* Associação dos Escoteiros de Portugal (AEP - Escoteiros de Portugal), fundada em 1913
* Corpo Nacional de Escutas (CNE), fundado em 1923

A principal diferença entre as duas associações é ao nível da abertura ao exterior, estando os Escoteiros de Portugal abertos a todos e o CNE exclusivamente a jovens católicos. Para além desta diferença de fundo, há várias outras a nível metodológico e programático. No entanto essas diferenças não impedem as duas associações de desenvolver projectos em conjunto, em especial a nível internacional.

(*) Data reconhecida pela Organização Mundial do Movimento Escotista (WOSM) como a data da fundação do escotismo português.

in: Escoteiros de Portugal


Login to post comments