22de Julho,2018

Geopt.org - Portugal Geocaching and Adventure Portal

Cantos & Recantos #12 Feliz Aniversário 

Em formato edição do 1º Aniversário, desta Rubrica que pretende dar a saber/conhecer ou relembrar alguns desses Cantos & Recantos que por aqui foram colocados nas últimas 11 edições.

Ao longo desta pequena caminhada de 1 ano publicamos 11 Cantos & Recantos de Norte a Sul e de Oeste a Este de Portugal, seguramente por muitos mais passamos e não os publicamos mas que seguramente aqui poderão aparecer em publicações futuras.

Agradecemos ao GeoPt nos nos ter convidado/desafiado a escrever esta rubrica e um especial agradecimento a todos os leitores que nos vão seguindo e deixando alguns comentários de incentivo, assim prometemos continuar a dar-vos a conhecer mais Cantos & Recantos!

 

EDIÇÃO #1 Para primeira rubrica, habitando eu por terras de D. João V (Mafra) não podia deixar de iniciar esta rubrica com um Recanto do Concelho de Mafra mais precisamente na freguesia da Ericeira com a GeoCache  Fonte da Margarida GC4JFHJ. É mais um daqueles tesouros recondidos e que infelizmente tendem a desaparecer devido ao seu estado de degradação! 

 

EDIÇÃO #2 Fomos até à Zona Oeste de Portugal começando a viagem na localidade de Serra do Bouro, foi uma viagem em viatura ligeira, que entre desafios e tempo de deslocação teve uma duração de cerca de 3 horas mas que vale a pena, vale, e que nos leva a visitar alguns Cantos & Recantos de beleza natural e não só que hoje vos dou a saber! A nossa viagem deu-nos a conhecer alguns factos históricos sobre o S.S.Roumania.  

 

EDIÇÃO #3 Aqui andamos por terras de Sintra e de entre outras visitadas neste dia os NENÚFARES, foi a GeoCache escolhida, estamos no que resta da Quinta do Nobre cujos edifícios principais ficavam junto à estrada frente ao restaurante da Tala.

 

EDIÇÃO #4 A caminhada continua por terras do Oeste mas desta vez pelo Cadaval, nas terras altas da Serra de Montejunto e com o objectivo bem traçado! Encontrar a Lapa da Boavista. Para quem não conhece, a Serra de Montejunto é a serra mais a sul do sistema montanhoso Montejunto-Estrela, localiza-se nos concelhos de Alenquer e Cadaval, na região Oeste de Portugal e está classificada como Paisagem Protegida desde 1999.

 

EDIÇÃO #5 Nova aventura por terras da mais alta Serra de Portugal Continental, o objectivo era chegar à Lagoa do Covão dos Conchos  O dia estava óptimo para uma caminhada, temperatura amena com algumas nuvens cinzentas, sem vento e visibilidade perfeita para a nossa aventura, cachemobil estacionado junto à Lagoa Comprida, tempo ainda para 2 dedos de conversa enquanto fazíamos provas de queijos e presunto na loja ali existente, depois material devidamente verificado e cá vamos nós iniciando a caminhada que começa na maior lagoa da Serra da Estrela e termina numa das mais surpreendentes numa aventura de cerca de 3 Horas (caminhada em modo passeio ida/volta).

 

EDIÇÃO #6 Desta vez passamos a ponte 25 de Abril e rumamos até Palmela no Distrito de Setúbal  a RE-Conhecer  uma Geocache do tipo tradicional com data de Publicação de 24 de Fevereiro de 2010 O Tesouro do Aladino II um espaço com uma arquitectura fora do vulgar, fazendo-nos lembrar as histórias das mil e uma noites.

 

EDIÇÃO #7 Voltamos ao Oeste e desta Vez a Terras dos Dinossauros com uma Geocache do tipo LetterBox localizada no Concelho da Lourinhã com data de Publicação de 09 de Julho de 2015 de nome Philosophia Naturalis   (Está nomeada para os prémios GPS 2015). Excelente trabalho do Professor Fgande nada foi deixado ao acaso, é uma GeoCache muito interessante do ponto de vista das experiências de Física que nos proporciona, pela parte educativa o que a torna muito cativante para os mais novos e Não Só, cada ponto é uma surpresa e um desafio ao mesmo tempo!

 

EDIÇÃO #8 Desta vez atravessamos o Atlântico e fomos até à Ilha Terceira, esta rubrica foi publicada em dia da Gala de Entrega dos Prémios GPS 2015 e este mês deu-vos a saber de uma Geocache do tipo LetterBox localizada na Ilha Terceira com data de Publicação de 23 de Abril de 2015 de nome River Dreams   e   Está nomeada para os prémios GPS 2015. e foi a GeoCache Vencedora dos Açores!

 

EDIÇÃO #9 Mais uma viagem até ao distrito de Beja mais precisamente a uma GeoCache localizada Junto a Praia das Furnas na freguesia de Vila Nova de Milfontes, Concelho de Odemira com data de Publicação de 01 de Agosto de 2004 de nome J-ATBASH-te Banho? A Praia das Furnas pertence à foz do Rio Mira pela margem Sul, adquiriu o seu nome devido às micro enseadas formadas durante a maré baixa. O areal é muito extenso e contorna toda a ponta terrestre que perfaz a parte Sul da barra natural do rio, está exposto a águas de rio e mar.

 

EDIÇÃO #10 Caminhando mais para Norte fomos ao distrito de Braga  fomos visitar uma Geocache do tipo LetterBox localizada na Freguesia de Ribeirão Concelho de Vila Nova de Famalicão, com data de Publicação de 04 de Setembro de 2016 de nome 7 Sombras  é uma GeoCache muito interessante para testar a tua capacidade de resolver problemas que são valorizados em um ou mais ambientes culturais ou comunitários que ocorrem durante a nossa vida, pela parte educativa o que a torna muito cativante e Não Só, cada ponto é uma surpresa e um desafio ao mesmo tempo!

 

EDIÇÃO #11 Fomos até ao distrito do Porto desta vez visitamos uma Geocache do tipo MultiCache localizada na Freguesia de Águas Santas no Concelho da Maia, com data de Publicação de 26 de Outubro de 2015 de nome Halloween Todo o Ano. A data comemorativa do Halloween tem mais de 2500 anos, surgiu entre o povo celta, que acreditavam que no último dia do verão (31 de Outubro), os espíritos saiam dos cemitérios para tomar posse dos corpos dos vivos. Para assustar estes fantasmas, os celtas colocavam, nas casas, objectos assustadores como por exemplo: caveiras, ossos decorados e abóboras enfeitadas.

 

Estas GeoCaches  fazem parte da nossa lista de Favoritos e Não Só!

Desejo a todos um Bom Ano 2017, boas Cachadas e fica o desafio para que venham procurar estas GeoCaches e se divirtam tanto quanto nós nos divertimos a descobri-las.

A Todos os owners,  o nosso muito obrigada por GeoReferenciarem este Locais.

Até já com um outro Canto & Recanto perto de ti,

javs&family

Published in Cantos & Recantos
Friday, 04 March 2016 10:00

Cantos & Recantos #2 S.S. ROUMANIA

Cantos & Recantos #2 S.S.Roumania

Amigos e companheiros aqui estamos com a  rubrica#2 para vos dar a saber/conhecer ou relembrar mais um Cantos & Recantos!

Hoje vamos até à Zona Oeste de Portugal começando a viagem na localidade de Serra do Bouro, foi uma viagem em viatura ligeira, que entre desafios e tempo de deslocação teve uma duração de cerca de 3 horas mas que vale a pena, vale, e que nos leva a visitar alguns Cantos & Recantos de beleza natural e não só que hoje vos dou a saber!

Antes de começarmos a nossa viagem vou dar-vos a conhecer alguns factos históricos sobre o S.S.Roumania da qual as InvisibleCatchers se basearam para criar esta aventura. 

O vapor S. S. Roumania foi construído pela empresa D. & W. Henderson no estaleiro de Meadowshire em Glasgow no Reino Unido.

Media aproximadamente 111 x 11.60 x 8.70 metros e pesava 3387 toneladas brutas, possuía dois motores a vapor com 490 cavalos, que geravam uma velocidade de 14 nós (26 Km/h) e ficou concluído em Novembro de 1881. 

A sua última viagem começou em Liverpool e tinha como destino Bombaim, levava a bordo passageiros e carga, quando um grande temporal originou o naufrágio  do navio próximo da Rocha do Gronho durante a noite do dia 27 ou a madrugada de 28 de Outubro de 1892.

A bordo do vapor encontravam-se 55 passageiros e 67 tripulantes, num total de 122 pessoas, salvaram-se unicamente 2 passageiros e 7 tripulantes, tendo perdido a vida 113 pessoas. Pese embora a proximidade da praia, a acção das ondas e das correntes levou à morte das pessoas por exaustão.

Os passageiros eram missionários, militares e funcionários públicos, com seus familiares e serviçais, os tripulantes eram de origem escocesa e indiana.

A carga do vapor compreendia chitas, fazendas, máquinas de costura e ainda materiais e equipamentos para a construção de uma linha férrea (por exemplo, carris e uma locomotiva desmontada).

Nas semanas seguintes ao naufrágio, deram à costa corpos e bens, o que suscitou a cobiça popular. Os corpos das vítimas foram sepultados nos cemitérios de Famalicão, Serra do Bouro, Óbidos, Vau e Peniche. Parte dos bens salvados foi declarada pelas autoridades, mas a maior parte foi "subtraída" pela população. 

Em 1963, efectuou-se uma tentativa de recuperação da carga e da estrutura do vapor sem efeito devido à acção das ondas e das correntes de maré que ali acontecem.      

Como forma de motivar à descoberta da história, esta Letterbox começa pelo fim, mais precisamente na última morada de todos nós: No cemitério!

De seguida damos com a existência de um diário de bordo que precisaria de uma "análise cuidada", não muito longe do primeiro ponto;

Após verificarmos o diário de bordo damos inicio à nossa “viagem no tempo”, que nos leva até um miradouro com uma vista panorâmica para o Oceano atlântico e de onde se avista o Arquipélago das Berlengas que constitui um verdadeiro monumento geológico, registo importante da história da Terra e da formação dos continentes e oceanos.

Deixando para trás o miradouro vamos agora conhecer uma rua cujo nome atribuído é o nome do vapor.  

Seguimos a nossa viagem até mais um local, deste temos uma panorâmica para a Foz do Arelho (Apesar de tudo não há nenhum rio Arelho, facto que não deixa de gerar alguma perplexidade) permitindo ver a embocadura da Lagoa de Óbidos. Podemos observar uma acumulação de areias em forma de leque localizada no lado do Oceano Atlântico, esta é criada pelas correntes de vazante, mas sofre alterações constantes devido à acção das ondas e das correntes predominantes.

 

O maior troço da viagem leva-nos para a zona da Lagoa de Óbidos, esta preenche uma depressão pouco profunda, estando separada do Oceano Atlântico por uma barreira arenosa evidencia uma barra de maré (Aberta), conservada artificialmente para permitir a comunicação com o mar. Revela um predomínio de água salobra a salgada, tendo pequena quantidade de água doce.

Caminhamos para o ponto final onde nos espera o topo da arriba que apresenta um complexo de dunas, com areias marinhas deslocadas pelo vento sendo a predominância de ventos do quadrante norte e noroeste, o resto da arriba mostra um conjunto de feixes de paleocanais fluviais, contendo conglomerados, arenitos e argilitos do andar Aptiano-Cenomaniano (121-93.5Ma) (local excelente para uma EartCache). 

No fim da aventura, a cereja no topo do bolo é a revelação da possibilidade de avistares o mastro do S.S, Roumania daquele ponto, para tal só precisas de chegar ao ponto final com a maré baixa!   

Por tudo isto e não só, onde os pequenos pormenores que interligam os vários pontos desta viagem e onde se misturam pequenos pormenores da história real com a ficção que esta GeoCache é digna de ser VISITADA por todos os Geocachers, denota-se um grande trabalho de pesquisa, bem estruturada criando um elo de ligação entre todos os pontos e criando em cada um desafios que requerem muita atenção e não só! 

 

Em suma esta GeoCache faz parte da minha lista de Favoritos e Não Só!

Desejo a todos Boas Cachadas e um até já com um outro Canto & Recanto perto de ti,

javs&family

Algumas citações deste texto foram retirados de uma excelente pesquisa de Arlindo Correia 

Published in Cantos & Recantos
Wednesday, 23 March 2011 10:37

[Evento] GeoAcampamento 2011

Aproveitando a oportunidade que me foi dada pelo GeoPT, e tentando chamar a atenção dos mais distraídos, deixem-me que descreva aqui a minha ideia para o GeoAcampamento que, orgulhosamente, estou a organizar.

GeoAcampamento


Embora esta ideia já ande na minha cabeça, desde que participei no meu primeiro evento, curiosamente voltei a lembrar-me dela, durante a passagem de ano. Isto porque fui obrigado a escrever uma lista de "new year resolutions".
Contrariamente à grande maioria de coisas que escrevi nessa lista, esta é para cumprir. Aliás, já está em andamento, como poderão ver pelo listing.

Bem, agora que divaguei sobre a origem deste evento, vou adiantar um pouco do que se vai passar neste evento, que espero que seja mega, na qualidade.
Acima de tudo espero um acampamento que permita o convívio. Espero um acampamento com um bom ambiente social, e é por isso que, no meu planeamento, todas as atividades, estão com uma dose exagerada de duração.
As atividades são maioritariamente viradas para o pedestrianismo de montanha, sendo que no Domingo, poderão fazer algumas mais radicais.
Posso prometer que todas as caminhadas serão ricas em natureza, porque afinal de contas estaremos em pleno Parque Natural do Alvão. Cada geocacher poderá escolher entre duas das quatro caminhadas, que estão a ser preparadas (Fisgas, Subida ao Monte da Srª da Graça, subida ao Rio Poio e Levada de Piscaredo (PR2)).
Além disso haverá ainda tempo para a Gala dos Prémios GPS, para uma Geochurrascada, para jantares e almoço convívio, para um concurso de karaoke, para paintball, canoagem e um passeio TT… Está também no forno uma actividade noturna que não vai ser para meninos.
Para os amantes da fotografia haverá também um concurso fotográfico.


Não posso (nem quero) divulgar muito mais, mas digo que mais surpresas irão surgir na data.
Acima de tudo espero que participem e se divirtam imenso, beneficiando da natureza e de uma óptima comunidade geocachiana reunida num só local.

Published in Geocaching
Pág. 1 de 12

Newsletter