18de Setembro,2021

Geopt.org - Portugal Geocaching and Adventure Portal

03 February 2021 Written by  Gustavo Vidal

Top 100 Caches Aventura Portugal

Com o confinamento há mais tempo de disponível para olhar para trás para quase 15 anos de Geocaching e fazer uma lista com as 100 caches de aventura mais desafiantes que tive oportunidade de encontrar em Portugal. Algumas já estarão arquivadas mas já existem caches substitutas, noutras os locais ficaram inacessíveis e a oportunidade perdeu-se.

Deixo aqui a bookmark para quem quiser aceitar o repto de completar a caderneta: https://www.geocaching.com/plan/lists/BM93KD3

Fica também o convite para partilharem as vossas melhores aventuras no Geocaching em Portugal.

Noiva
Esta cache é a mais desafiante e difícil que já encontrei. Escalada clássica de 120 metros de desnível, uma boa parte em plano vertical, em 4 largos bastante técnicos e exigentes e descida em rappel, em dois lanços de cerca de 60 metros cada. Um verdadeiro teste à resistência física e mental levado até ao limite, com vistas absolutamente vertiginosas na zona do Cabo da Roca. Sem dúvida a maior sensação de superação que o Geocaching me proporcionou.

Montanhas Nebulosas [PNPG]
Caminhada de 91kms de montanha atravessando todo o Parque Nacional da Peneda/Gerês, desde Castro Laboreiro até Pitões de Júnias sempre pela linha de fronteira entre Portugal e Espanha. Três dias a levar o corpo à exaustão, num total de 4000 metros de subida acumulada, atravessando o coração do Gerês e conquistando alguns dos seus principais picos.

Atlantis [Pico]
Conquistar o ponto mais alto de Portugal é sempre um enorme desafio. Apenas 3,5 kms de caminhada mas sempre a subir desde os 1230m de altitude da Casa da Montanha até aos 2351m do marco geodésico do Piquinho bem lá no topo. São 1221m de subida acumulada sem tréguas pelo meio, brindados com o melhor pôr e nascer do sol de sempre.

Sobrevivência [Alvão – Marão]
Travessia de 72 kms de montanha entre a Sra. da Graça (Monte Farinha) no Alvão e as Antenas do Marão, em 3 dias a caminhar. Paisagens montanhosas de cortar a respiração com um final duro mas absolutamente épico, mesmo na beirinha onde o mundo acaba. Muito esforço físico e superação mental para conseguir conquistar este desafio.

Challenge 81 (Rio Frades) - MG12
Maior desafio de cannyoning até hoje. A travessia do Rio de Frades Superior é bastante técnica e exigente, sobretudo o rapel na cascata de 60 metros onde a cache se encontra. Exige alguma destreza física e alguma resistência durante as 8 horas que demora esta travessia de 5kms. É preciso algum sangue frio nas passagens mais técnicas e arriscadas.

RUDIAN (Arrábida)
É sem dúvida o ex-libris da Arrábida. Descida às entranhas da terra que nos faz sentir verdadeiros Indiana Jones. O acesso está agora mais facilitado com a instalação de cordas de segurança, mas o prazer da conquista permanece. Local absolutamente fabuloso que recomendo vivamente para quem quiser sentir a adrenalina.

A FENDA [Lourinhã]
Descida em rapel vertical suspenso de 20 metros às entranhas da terra que proporciona alguma adrenalina. Um algar impressionante que nos faz sentir muito pequeninos. A subida pela lateral é mais simples e menos técnica e com alguma destreza física até prescinde da corda de apoio. É mais fácil do que parece à primeira vista.

Estepes do Norte - Are you Tough Enough?
É provavelmente para mim o local mais mítico do PNPG. Já o conquistei em duas expedições diferentes e ambas as abordagens (tanto por Norte como por Sul) são absolutamente épicas. Exige bastante destreza física e alguma resistência psicológica para ultrapassar os obstáculos mais radicais mas o prémio é uma colossal sensação de conquista e vistas de cortar a respiração.

Feel like a Marine!
Um dos locais mais inacessíveis e inóspitos de S.Miguel onde a melhor abordagem é mesmo por água. 2kms em kayak até chegar à densa vegetação que nos separa do túnel inacabado de descarga da Lagoa das 7 cidades. Um desafio que conjuga a água e terreno difícil e que nos faz sentir um verdadeiro Marine!

10ºiNtO tHe WiLd
Caminhada de 28 kms na Serra da Estrela entre Seia e a Torre com cerca de 1800 metros de subida acumulada. Desafio bastante duro dividido por dois dias com a parte mais complicada a ser a travessia da Crista do Carvalhalzinho. Uma caminhada épica que proporciona uma boa sensação de superação.

11ºVIAGEM AO CENTRO DA TERRA #2
Mais uma descida às entranhas da terra, na Serra de Valongo, numa das grutas mais espectaculares que já visitei. A lagoa lá em baixo é espectacular, mas é a descida ao poço lá no fundo que faz a adrenalina disparar. Enorme sensação de conquista e a satisfação de voltar a ver a luz do dia à saída.

12ºHomem das Cavernas
Uma das caches mais perigosas que já conquistei e onde senti que não tinha controle absoluto sobre a situação. Actualmente há uma linha de vida que garante a travessia em maior segurança. Um parapeito rochoso de 30 cms de largura com um precipício de 15 metros fazem disparar a adrenalina nesta zona do Agroal.

13ºContrabandistas
É provalemente o ponto mais isolado e inóspito do Gerês. Para lá chegar são precisas 4 horas de caminhada e conquistar o topo é mais um desafio de determinação e resiliência. Depois de chegar ao topo do VG todos os restantes desafios parecem passeios no parque.

14ºhArD fInD tO gEt
Esta cache no Rio Teixeira foi a minha primeira experiência de cannyoning. Apesar de ser muito mais simples que a travessia do Rio de Frades Superior não deixa de ter as suas dificuldades e o seus desafios que proporcionam grandes momentos de conquista e de superação. À época foi a principal conquista.

15ºTremelgo nas alturas [Marinha Grande]
Sem dúvida a mais impressionante árvore que já trepei. Apenas 20 metros de altura para conquistar, mas muito esforço e determinação para lá chegar. O maior desafio é mesmo o trabalho de manobras de cordas para garantir a segurança. Para baixo todos os santos ajudam.

16º#Ar - geo-queda / #Air - geo-freefall
Um Evento radical que me proporcionou o salto em tandem de avião a 4500 metros de altitude. Uma sensação que faz disparar adrenalina, mas que se desfruta a sério quando o para-quedas abre e podemos assumir o controlo e guiá-lo ao sabor do vento. Uma das melhores sensações de sempre!

17ºPedra da Ursa
Tal como a Noiva parece uma parede intransponível, mas aquela interminável escada de corda facilita toda a ascensão, desde que esteja garantida a segurança. A adrenalina vai aumentando à medida que se sobe, mas a corda de segurança transmite toda a confiança para chegar ao topo com determinação.

18ºSix Feet Under [Arrábida]
Mais uma expedição às entranhas da terra, num dos locais mais míticos da Arrábida, a Gruta do Médico. Para se chegar à cache é preciso atravessar algumas das passagens mais estreitas e técnicas com que já me deparei. Uma delas chama-se "Nascer de novo" e outra "Buraco da Agulha" e resumem bem o cenário.

19ºCântaro Gordo
Caminhada bastante exigente e técnica no Maciço Central da Serra da Estrela que liga o Covão da Ametade à Lagoa dos Cântaros e ao Cântaro Gordo. Desnível bastante acentuado, nalguns troços a roçar a técnica de escalada. Das jornadas de Geocaching mais exigentes de que me lembro.

20ºSalto do Patagarro
Provavelmente a cache mais espectacular da Madeira. Percurso fabuloso pelo leito da ribeira até à colossal e pouco turística cascata do Salto do Patagarro. Percurso um pouco técnico que em épocas de maior caudal se torna intransponível. Local de rara beleza.

21ºEXTREME Lombadas
Caminhada um pouco técnica até à maior e mais inacessível queda de água de S.Miguel. Percurso por um trilho novo que apesar de não ser muito duro é bastante enlameado e inspira algum cuidado e risco de queda. Proporciona uma sensação verdadeira de isolamento na selva tropical.

22ºGreenShades
Caminhada vertiginosa por um trilho estreito até um dos promontórios naturais mais espectaculares da Costa Vincentina. Impróprio para quem sofre de vertigens, proporciona uma das maiores sensações de conquista. O regresso é igualmente vertiginoso e desafiante.

23ºO Segredo da Gruta da Caveira
Fantástica aventura em Kayak até um dos algares mais bonitos da Costa Algarvia através de um canal estreito e com muita ondulação. Aventura bastante desafiante a terminar com uma pequena escalada para apimentar o desafio. Faz-nos sentir um verdadeiro Robison Crusoé!

24ºLast Flight 6518 - Aviocar C212 100
Sem dúvida o percuso mais exigente e espectacular na Ilha Terceira desde o ponto mais alto da ilha no pico de Santa Bárbara até aos destroços de um Aviocar que ali se despenhou. Trilho muito enlameado e fechado que nos faz sentir que estamos numa missão de resgate.

25ºSombrosas - O Desafio
Um dos locais mais isolados e mais inóspitos do Gerês conquistado numa travessia de 32 kms com 1690 metros de subida acumulada, entre a Portela de Leonte e Fafião. Um verdadeiro desafio que leva o corpo até à exaustão. Vistas de cortar a respiração e sensação de profundo isolamento.

26ºLa Ruta de Los Túneles - Barca d'Alva
Percurso de 17kms pela linha de comboio abandonada entre Barca S'Alva e La Fregeneda, por entre pontes vertiginosas e túneis intermináveis, antes do percurso ter sido requalificado e metade da adrenalina se ter eclipsado. Ainda assim é uma experiência muito recomendada.

27ºIndiana Jones and the Mysterious Waterfall
Embora o troço do Rio Frades Inferior não seja tão radical como o Superior, é igualmente bonito desafiante. A lagoa e a cascata são absolutamente fantásticas e o desafio para chegar à cache é a cereja no topo do bolo. Exige alguma destreza física e na ausência de cordas, algum trabalho de equipa.

28ºPenha de Águia
Uma das caches mais espectaculares da Madeira. Trilho sempre a subir com uma pendente muito acentuada onde não há praticamente nenhum troço que dê tréguas. Relativamente curtinho mas muito duro, com vistas de cortar a respiração. A chegada ao topo proporciona uma espectacular sensação de conquista e de ser o Rei do Mundo.

29ºAs Gralleiras
Este é um dos locais mais espectaculares do PNPG. Visitado numa caminhada de 17kms que durou 9 horas entre o Planalto de Mourela e a Fonte Fria. Se chegar cá já é complicado, trepar até ao topo ainda acrescenta mais um bocadinho de sal à conquista em modo Indiana Jones.

30ºEscape from the Mysterious Island [Caminha]
Espectacular aventura desde o levantamento da chave do Forte na capitania de Caminha, até ao desembarcar a salto na praia da Ínsua que nos faz sentir um autêntico Pirata das Caraíbas. Incrível a sensação de abrir o portão do nosso próprio castelo.

31ºFisgas: O Pontão da Cabra.
Encontrada numa das jornadas mais duras de sempre, desde a aldeia de Varzigueto até ao Fisgas Canyon. Acesso muito técnico que envolve algum risco e onde é necessária máxima precaução. Mais uma enorme conquista, premiada com um mergulho na lagoa das Fisgas.

32ºgOiNg DoWn
Descida em rapel vertical de 18 metros até um dos algares mais surpreendentes do Parque Natural da Serra de Aire e Candeeiros. Pela primeira vez usei a técnica do ascensor e num instantinho cheguei à superfície com uma enorme sensação de conquista.

33º1861
A travessia dos picos da Madeira entre o Pico do Arreiro e o Pico Ruivo é provavelmente o percurso mais espectacular que já realizei. São 7kms onde a natureza mostra todo o seu esplendor. Depois disso, fazer a ascensão até ao ponto mais alto da ilha a 1861m de altitude é a cereja no topo do bolo.

34ºHeadland
Mais do que um desafio físico, esta cache na Costa Vicentina proporciona um enorme desafio psicológico ao obrigar a caminhar na crista vertiginosa de um estreito istmo cerca de 70 metros de altura. É mais simples do que parece, mas faz disparar a adrenalina.

35ºFenda da Calcedónia
É um dos locais mais espectaculares e populares do Gerês. A subida pela fenda é um desafio muito estimulante e gratificante. Apesar de relativamente simples provoca uma enorme sensação de superação e proporciona vistas de cortar a respiração lá no topo.

36ºVale da Tormenta
Desafio espectacular nas escarpas do Rio Mondego. Exercício de pura escalada em free-style sem cordas de segurança, onde a descida é ainda mais vertiginosa do que a subida. Enorme sensação de conquista quando se chega ao topo.

37ºA Tribute to Hessut's Lost Treasure
Um dos trilhos mais espectaculares de S. Miguel que liga Água Retorta ao Faial da Terra, passando pela aldeia de Sanguinho e por esta fabulosa cascata do Salto do Prego, um dos locais mais bonitos e menos conhecidos dos Açores.

38ºUnderworld - The Other Side
Um desafio subterrâneo na Serra do Alvão na zona de Vila Real por uma das grutas mais espectaculares que conheço, com algumas passagens técnicas de cortar o fôlego e que solta o Indiana Jones que temos dentro de nós.

39ºCascata da Pedra Rachada
Um dos percursos mais perigosos que já percorri na Ilha da Madeira ao longo de uma levada abandonada sem manutenção onde já houve derrocadas e onde uma queda de uma centena de metros significa game over. Níveis de adrenalina e de atenção sempre no máximo até à cascata no final.

40ºSniper Spot
O primeiro desafio de subir a escadaria vertical de uma chaminé industrial abandonada, com todo o perigo que acarreta devido à instabilidade da estrutura. Adrenalina no máximo que só começa a baixar quando voltamos a colocar os pés no chão.

41ºTributo aos Madureiras´s
Um dos locais mais espectaculares e surpreendentes da Serra do Marão, com vistas de cortar a respiração. O acesso o GZ faz disparar a adrenalina e proporciona uma das fotos mais icónicas do Geocaching em Portugal.

42º"Tou às aranhas" [Gerês]
Chegar ao Pico da Nevosa, que é o ponto mais alto do Gerês proporciona sempre uma fantástica caminhada, seja qual for o ponto de partida. Vistas de cortar a respiração e um pequeno desafio para aceder à cache.

43ºThe Tubes
Conquistar esta cache no topo duma imponente estrutura abandonada na zona de Aveiro implica uma sucessão de pequenos e vertiginosos desafios. Mesmo quando pensamos ter chegado ao topo ainda falta trepar mais qualquer coisa. Adrenalina ao mais alto nível.

44ºMalhada do Louriçal
Esta cache completa a trilogia de stacks do Cabo da Roca. Mais simples de conquistar que a Pedra da Ursa e a Noiva mas não menos espectacular. Vertigem e adrenalina em elevada quantidade.

45ºThe Nest of Jonathan Livingston Seagul
Gémea da vizinha GreenShades é mais um fantástico promontório natural da Costa Vicentina. Acesso bastante vertiginoso mesmo sem aceder pela crista e sem dar o tão famoso salto no vazio.

46ºOlhó passarinho - TP76 [Arrábida]
Desafio de escalada relativamente acessível desde que seja assegurada a segurança. Via de escalada pura e dura numa belíssima paisagem da Serra da Arrábida com vistas extraordinárias.

47ºProjecto 801 - Inteligência Artificial
Uma sucessão de desafios físicos e intelectuais que culmina com a ascensão ao topo de uma vertiginosa chaminé industrial desactivada com cerca de 25 metros de altura, entre Leiria e a Figueira da Foz.

48ºLe bonus ... La porte est en-dedans
Um dos desafios mais surpreendentes do Gerês. Se chegar ao Santo Graal já é uma enorme empreitada, conquistar esta cache ainda tem um obstáculo acrescido no final que exige bastante destreza física.

49ºCântaro Magro
Este é um dos desafios mais giros da Serra da Estrela. Tem um óptimo rácio de dificuldade/sensação de conquista e proporciona um lindíssimo nascer do sol.

50ºMy Precious!!!! - B50
Um local absolutamente mágico, esta fenda entalada entre Fátima e Ourém. Faz lembrar a Rudian na Arrábida embora um bocadinho mais pequena e acessível, embora seja preciso alguma destreza física para lhe aceder.

51ºTP01 - O Sofá de Bucelas [Bucelas]
A minha primeira experiência de escalada. Apesar de ser muito simples e acessível, à época parecia que tinha escalado o Everest. Uma boa via de escalada para principiantes.

52ºOne for the Road - Fonte Fria
Uma das minhas caches favoritas do Gerês. Caminhada espectacular com uma escalada final que apesar de não ser muito complicada proporciona uma fantástica sensação de conquista e de estar no topo do mundo.

53ºVIAGEM AO CENTRO DA TERRA #1
Descida às entranhas profundas da Serra de Valongo. Dá literalemnte a sensação de viagem ao centro da terra. É uma das grutas mais interessantes que já tive oportunidade de visitar.

54ºGruta da Afurada
Fantástico desafio na costa Algarvia que implica uma abordagem e nado ou em kayak, entrar dentro da gruta com a maré baixa e conseguir sair de lá antes que a maré volte a submergir a entrada.

55ºMORIA
Sem dúvida uma das caches mais espectaculares da ilha da Madeira, a meio de um túnel de uma levada com 2,5 kms. Escuridão total até ao GZ depois de percorrida boa parte da levada do Caldeirão Verde.

56ºCatedral de Arnal
Um dos afloramentos graníticos mais espectaculares da Serra do Alvão com vistas de cortar a respiração. A ascenção final proporciona a sensação de estarmos a caminhar no dorso de um dragão.

57ºValley of Darkness [Gerês]
Esta cache proporciona uma fabulosa caminhada de 17 kms desde Fafião até ao imponente vale das Sombrosas. 1100 metros de subida acumulada são precisos vencer para conquistar este local inóspito do Gerês.

58ºMareadouro da Escada
Uma das caches mais desafiantes da Costa Vicentina, que proporcionam duas descidas desde a falésia até à praia com recurso a cordas de apoio que estão montadas. Vertiginosa a proporcionar enorme sensação de conquista.

59ºSUBIDA DO RIO POIO #20 - CAI D'ALTO
Maravilhosa cascata na zona de Ribeira de Pena. Para lá chegar há um desafiante e técnico caminho a percorrer pelo leito do Rio Poio e suas lagoas esmeralda. Totalmente desaconselhável em épocas de maior caudal.

60ºRocalva
É um dos locais mais míticos do PNPG, este monolito que é um dos maiores da Península Ibérica e quase serve de farol no Gerês. Depois da caminhada, chegar à cache ainda é um bom desafio.

61ºSPARTACUS (São Miguel - Azores)
Um dos locais mais extraordinários de S. Miguel. Descida impressionante até à fajã da Rocha da Relva e depois caminhada técnica pelos enormes calhaus até ao algar onde as ondas rebentam com estrondo.

62ºVale das Tias
Desafiante experiência em espeleologia na zona de Ourém, que obriga a rastejar por uma passagem muito estreita que lhe dá um saborzinho muito especial e aquela sensação de superação.

63ºAs Albas
Outro dos locais míticos do Gerês visitado numa caminhada de 33 kms e 2000 metros de subida acumulada, metade deles logo nos primeiros 4 kms na subida da Encosta do Sol. Durinho mas extremamente recompensante.

64ºThe Grey Havens
É uma das caches do Cabo da Roca com melhor rácio de dificuldade/sensação de superação. A passagem da corda é a cereja no topo do bolo deste desafio. O acesso em escalada desde a Praia da Aroeira é ainda mais radical.

65ºThe View to Spain 1
Esta cache no assombroso Penedo Durão na zona de Freixo de Espada a Cinta é um desafio mais psicológico devido à vertigem, do que propriamente físico, mas caminhar mesmo à bordinha do abismo faz disparar a adrenalina.

66ºSTRAKOLOS
Provavelmente a cache mais vertiginosa de S. Miguel. Aquela abordagem final em direcção ao abismo faz a adrenalina disparar e a manter os sentidos e os reflexos bem alerta.

67ºHeart of Darkness [Gerês]
Tal como a Rocalva, a Roca Negra é outro dos locais míticos do Gerês. Grande caminhada até lá e duas desafiantes escaladas para conquistar esta cache com vista privilegiada para a Rocalva.

68ºEscalada na Guia [Cascais]
Parede de escalada entre Cascais e o Guincho um pouco mais técnica para principiantes, mas que se faz com relativa facilidade com o equipamento de segurança apropriada. Proporciona óptima sensação de superação.

69ºTocar o céu - Serra do Marão
Este desafio na Serra do Marão implica uma difícil progressão numa encosta com forte inclinação, mas é o vertiginoso desafio final que faz a adrenalina disparar e nos proporciona uma enorme sensação de superação.

70ºPonte Edgar Cardoso - Fig.Foz
Esta cache na Figueira da Foz proporciona um desafio diferente do habitual. Há que conseguir trepar a um dos pilares da Ponte Edgar Cardoso. Neste caso para cima todos os santos ajudam. A descida é mais vertiginosa.

71ºO Resgate do Soldado Ryan
Esta cache na Serra de Valongo implica uma série de complexos desafios físicos, técnicos e mentais em modo nocturno. Implica alguma destreza física e bastante trabalho de equipa.

72ºCornos de Candela
É outro dos locais mais inóspitos e isolados no coração da Serra do Gerês. Visitado durante uma caminhada de 34 kms em 12 horas, com partida e chegada de Pitões de Júnias.

73ºPraia da Carriagem
Uma das caches mais espectaculares da Costa Vicentina que implica abordagem na maré baixa e uma vertiginosa escalada com as ondas a rebentar debaixo dos nossos pés. Adrenalina quanto baste.

74º"A Buraca dos Mouros" [Pampilhosa da Serra]
Desafio muito interessante junto à Barragem de Santa Luzia. Progressão ao longo de uma encosta inclinada, nem sempre por trilho com alguma escalada na parte final. Vistas de cortar a respiração.

75ºPRF5 - Fajã de João Dias [São Jorge - Açores]
Provavelmente a cache mais desafiante da ilha de S. Jorge, num dos locais mais ermos e isolados de Portugal. Uma descida impressionante e uma subida de fazer perder o fôlego.

76ºNa Linha do Douro
Caminhada de 30 kms ao longo da linha de comboio abandonada entre o Pocinho e Barca d'Alva. Um desafio de pura resistência entre lindíssimas paisagens vinhateiras das encostas do Rio Douro.

77ºGarganta de Loriga
A subida da Garganta de Loriga na Serra da Estrela, entre Loriga e a Torre, é um dos percursos mais espectaculares e desafiantes de Portugal. 16 kms para vencer 1450 metros de subida acumulada.

78ºA ENSEADA
Fantástico desafio de 6 kms em kayak na albufeira da barragem da Caniçada na mistura das águas do rio Caldo e do rio Cávado. Experiência relaxante a exigir apenas algum esforço de braços e abdominais.

79ºO Mundo A Seus Pés
A Fraga das Pastorinhas é um dos promontórios naturais mais brutais da Serra da Peneda e até de Portugal. Para lá chegar é preciso uma caminhada de 15kms com algum desnível desde o Santuário da Peneda.

80ºVG Madureira's
Vertiginoso desafio na Serra de Valongo. Apesar da estrada estar logo ali em baixo não é fácil lá chegar. Chegar ao container, mesmo na beira do precipício é um acto de fé!

81ºASK THE MOUNTAINS
O trilho que desce à Lagoa do Fogo na ilha de S. Miguel é um dos melhores percursos de Portugal. Um autêntico deleite para os olhos e para os sentidos. A subida é durinha mas vale cada metro!

82ºTão Longe, Tão Perto.
Subida vertiginosa a uma torre de telecomunicações abandonada com cerca de 25 metros de altura no Monte de S. Pedro Fins na região de Amares. Proporciona uma boa sensação de superação.

83ºLeixão da Gaivota
Interessante desafio a nado ou em kayak ao largo da Costa Algarvia. Chegar ao leixão é um bom desafio, mas escalar até à cache é a cereja no topo do bolo. Enorme sensação de superação.

84ºDracula Untold - B36 [V7.0]
Divertida aventura de espeleologia que envolve a exploração de duas grutas na zona de Ourém. Para além do desafio, os containers são um óptimo complemento à aventura.

85ºAmizade [Fraga do Paúl]
A Fraga do Paúl é mais um daqueles colossos no coração do Gerês que à primeira vista nos parece intransponível, mas passo a passo se vai conquistando até ao topo, proporcionando uma enorme conquista.

86ºPiscina dos Ouriços
Pequena e vertiginosa escalada da Praia da Grota na zona de Sintra. Não é complicado chegar lá, mas quando se arrisca sem corda de segurança a adrenalina dispara, sobretudo na descida.

87ºNo topo das Radiotelecomunicações [Sintra]
Primeira aventura numa torre de telecomunicações desactivada, na zona de Negrais. Vertiginosa e com a adrenalina a disparar logo ao fim do segundo lanço de escadas, numa estrutura muito oscilante.

88ºO Arroja #1
Sem dúvida uma das caches mais arrojadas e desafiantes da costa Vicentina que implica a escalada de um enorme calhau com apoio de algumas cordas instaladas pelos pescadores e que transmitem uma segurança duvidosa.

89ºCascata da Candeeira
Caminhada espectacular a partir do Covão da Ametade até um dos tesouros menos conhecidos da Serra da Estrela. Vistas de cortar a respiração especialmente quando a cascata tem pujança.

90ºDobras verdes dos Candeeiros TP 89 [Porto de Mós]
Uma das caches mais inacessíveis do PNSAC. Basicamente é uma travessia sem trilho pelo meio de enormes carrascos até um promontório natural de calcário que tem que ser destrepado.

91ºA Ilha do Laranjal
Desafio muito simples mas muito engraçado na zona de Setúbal. Basicamente há que trepar e destrepar um enorme barranco com uma pendente muito vertical e que se vai desfazendo debaixo dos nossos pés.

92ºCais do Carvão
Vertiginosa aventura ao longo dum cais apodrecido sobre o Tejo. Entre o risco de afogamento na maré cheia ou atolado no lodo na maré baixa, venha o diabo e escolha.

93ºPastores e Borralho
Caminhada durinha de 23kms na Serra da Estrela com início em Manteigas e ascensão até às Penhas Douradas e à Nave da Mestra. Muita subida acumulada e vistas de cortar a respiração.

94ºO MOURO E O ABISMO
Experiência de espeleologia numa gruta labiríntica no Algarve onde dá para desorientar e perder o Norte, fazendo sentir a adrenalina a disparar quase ao nível do pânico.

95ºTorre do Bugio
Aventura de desembarcar com a ondulação num dos locais mais emblemáticos e mais inacessíveis da zona de Lisboa. Espectacular a sensação de explorar o mítico ilhéu-farol tantas vezes observado à distância.

96ºOs Geocachers Devem Estar Loucos
Espectacular aventura no Sanatório abandonado de Paredes de Coura. Local fascinante entre as paredes do edifício em ruínas e a mina com um final verdadeiramente surpreendente.

97ºThe Electro Box
Aventura vertiginosa que obriga a caminhar no topo das paredes de um edifício de dois andares em ruínas, onde poder cair num colchão de silvas era a melhor opção em caso de queda.

98ºThe Cave
Aventura em kayak naquela que é provavelmente a gruta mais popular e bonita de Portugal. Conseguir lá ir sem encontrar ninguém é um desafio quase tão grande como a própria travessia.

99ºOs 2 Cavaleiros do Santo Graal
Espectacular aventura pelas entranhas da terra num tubo lávico no coração da ilha de S.Miguel, que vai estreitando até já não ser possível progredir mais. É aí que a aventura termina!

100ºConvento do Tomina
Caminhada espectacular nas margens da ribeira até às ruínas do Convento de Tomina, na zona de Barrancos, que obriga a um par de travessias. Mais complicado em épocas de maior caudal.

 

Queres saber mais sobre este Top 100? Acompanha aqui no fórum.



2 comments

  • Comment Link Carlos Malheiro 04 February 2021 Os Malheiros

    Bom artigo e que deixa vontade de conhecer mais algumas. já fiz cinco destas caches e não fiz a Fenda da Calcedónia porque quando lá fomos em grupo um geocacher caiu e fraturou duas costelas. Mas fica a vontade de ir visitar muito mais.
    Espero que esta página continue e forma.
    Abraços

  • Comment Link Luis 
Santos 03 February 2021 luisfixe

    Excelente artigo que nos abre ainda mais o apetite para aventuras ao ar livre.
    Desta imensa lista, realizei apenas duas caches e passei estive perto de outras tantas.
    É bom ver este site novamente com vida.

Login to post comments
Geocaching Authorized Developer

Powered by Geocaching HQ
Geocaching Cache Type Icons © Groundspeak, Inc.
DBA Geocaching HQ.
All rights reserved. Used with permission.

Newsletter