12de Junho,2024

Geopt.org - Portugal Geocaching and Adventure Portal

21 July 2011 Written by  Lusitana Paixão

Geotalk - The_Dukes

O Geocaching nos arredores de Aveiro ficou mais animado em Março de 2011 com a chegada deste novo Team! Irreverentes e com muita imaginação, The_Dukes vieram para agitar a área, com sentido de humor, muita camaradagem e um cardápio de caches para todos os gostos! Quisemos conhecer melhor esta equipa que se prepara para colocar os geocachers de molho no próximo dia 27 de Agosto com o evento “Não te Cortez”!

The_Dukes! O vosso profile no geocaching.com é um cartão de visita bastante original! Trata-se de uma apresentação próxima da realidade, ou antes de um marketing agressivo e bem-humorado?

Viva! é um bocado dos dois! O “background” de cada um tem algumas verdades que podem ser um bocado exageradas, ou não! O Bides talvez não tenha estado lá quando o Luke Skywalker tirou a máscara ao pai; o paulomx já conduziu carros a gasóleo e o z3r0_ não é perseguido pela Interpol em todas as suas viagens…. Nós queríamos fazer um perfil animado, mas que mostrasse indelevelmente algumas das paixões de cada um. Quanto ao marketing, como não vendemos nada, queríamos apenas um perfil diferente, completo e que desse a conhecer o que fizemos até agora. Como complemento também criámos um grupo no facebook, intitulado, como é óbvio, The_Dukes.

Todos os membros da equipa têm um perfil individual e residem na zona de Águeda. Como surgiu a ideia de constituir a team The_Dukes e quem são os protagonistas? Esta é uma amizade antiga ou uma afinidade que nasceu na prática do geocaching?

Sim, preferimos manter os nossos perfis individuais para não misturar as coisas, já que cada um dorme na sua tenda… A ideia de uma team surgiu a meio do ano passado, e na altura não passava disso mesmo, uma ideia. Finalmente, em Dezembro de 2010 fomos baptizados de Dukes pelo Lupinlongo do Geogang já que não chegávamos a um consenso para o nome da equipa. Os protagonistas são o paulomx, o condutor de serviço, o z3r0_, que trata da tecnologia e o Bides que é responsável pela logística.

O z3r0_ e o paulomx conheceram-se no Verão de 2008, o Paulo já praticava geocaching há umas semanas e conseguiu arrastar o z3r0_. O Bides surge em 2009 e rapidamente começámos a cachar em conjunto.

The_Dukes não passam facilmente despercebidos…quais são as vossas imagens de marca?

Como equipa temos as nossas t-shirts individuais, cada uma com o nosso nick do geocaching e o tag da equipa. Individualmente, o Bides tem os óculos de sol retro e o facto de parecer sempre embriagado, o paulomx tem a sua famosa pose nas fotos e Grand Cherokee, que também nos identifica nos eventos. Finalmente, o z3r0_ tem o seu assador de chouriças e um Garmin Nuvi 200 que quanto a ele é o melhor GPS do mundo (pena é parecer a bússola do Jack Sparrow).

As vossas duas primeiras caches colocadas em conjunto são duas Letterbox ao melhor estilo Urbex, The Old Famel e A Maldição do Duke! Na vossa zona, e pelos piores motivos, abundam estas grandes fábricas de outrora, hoje votadas ao abandono. Este é um género de espaço que vos inspira particularmente?

Quase todas as nossas caches pessoais transitaram para os Dukes quando se formou a equipa, salvo raras excepções. A primeira em conjunto foi mesmo The Old Famel e como gostámos tanto do conceito rapidamente escondemos a Maldição do Duke. Os locais abandonados sempre nos fascinaram e até foi o Bides que encontrou estes dois já que conhece alguma malta que pratica paintball nesses locais. De facto, estas fábricas e casas abandonadas existem às dezenas por aqui e conforme vamos encontrando inspiração aproveitamo-las para esconder caches. Por outro lado, é preciso ter em conta quem é o dono do local porque se for privado é quase impossível aproveitá-lo para o geocaching. Temos até uma casa abandonada/assombrada em Águeda que preenche todos os requisitos para uma letter fantástica, mas como é privada, até agora, nada feito. Mas no futuro nunca se sabe…

Nota-se um cuidado especial na apresentação das listings das vossas caches, com enredos criativos, fotografias, e até a preocupação com o idioma inglês. No terreno, a vossa aposta recai sobre containers engenhosos e elaborados, ou na vossa opinião o caixote é um elemento menos relevante no jogo?

Ultimamente temos tentado uniformizar as listings das nossas caches, acrescentando quando necessário uma tradução para Inglês, pois se houver algum turista a querer encontrá-las, não queremos que ele encontre grandes dificuldades.

Para nós, a listing é quase meio found (se depois não se revelar um DNF). Acaba por ser a “cara” da cache, quanto mais completa e apelativa for, mais motivação há para a encontrar. Para cachar gostamos bastante de caches engenhosas, mas o que nos move mesmo são caches que requerem algum esforço físico, em que a recompensa é algo maior que um rolo de fotografias. Gostamos é de vistas arrebatadoras em locais remotos.

Publicaram recentemente a primeira Wherigo do distrito de Aveiro! Porque é que elegeram os Tascos Barrascos como tema central desta cache interactiva?

A nossa cidade já tem caches nos monumentos mais emblemáticos, e, devido ao limite de metros entre as caches, está praticamente saturada. Quando o z3r0_ veio com a ideia de uma wherigo tivemos que pensar bastante no tema que íamos abordar. Assim, e um pouco à semelhança da nossa maneira descontraída e irreverente de fazer geocaching convidamos o geocacher a conhecer os Tascos Barrascos. Se pensam que esta wherigo vos leva pelos tascos típicos, onde ainda se serve o “bagacito” às oito da manhã e a “bucha” da tarde, estão correctos. Mas não só! Existe uma história que é contada dentro da cartridge, que mostra o porquê de andar “de tasco em tasco”. Conseguimos fazer o geocacher percorrer a baixa de Águeda e, mesmo tendo que percorrer os tascos, pode apreciar a zona ribeirinha e alguns dos monumentos e locais mais representativos de Águeda (se a visão já não estiver turva).

Desenvolver uma Wherigo não é tarefa fácil! Quanto tempo demorou a produção desta cache? Quais foram as maiores dificuldades, no plano técnico e no processo criativo?

“Os Tascos Barrascos” não é uma wherigo com muitos pontos e com quebra -cabeças por isso não demorou muito tempo a ser feita. Talvez umas três semanas desde que a ideia ficou assente até ao teste final. Na sua construção o mais complicado foi entender a lógica por detrás do programa oficial, mas depois de compreendido foi fácil. O pior momento surgiu quando tínhamos a wherigo submetida para revisão e surgiu uma cache que ficou a menos de 161 metros do nosso container final. Tivemos que alterar a sua localização e mudar uma boa parte da história. Tirando isso, achamos que desenvolver a wherigo foi uma diversão.

Num registo bem diferente, a cache Hold Your Breath próxima da praia fluvial do Cortez é claramente uma aventura ao ar livre, numa belíssima paisagem, mas também um grande desafio com cinco estrelas de terreno e dificuldade! Agrada-vos explorar esta vertente nature caching?

Se a cache A Maldição do Duke é a menina dos olhos do z3r0_ então esta é a predilecta do paulomx e do Bides, pois são eles os mais entusiastas de desafios extremos. Esta cache foi sem dúvida a que mais custou a fazer, tanto a nível de esforço físico como de logística. Todos gostamos de nature caching e queríamos desenvolver uma 5/5, então juntámos o útil ao agradável e eis que surge a Hold Your Breath. Achamos que tem tudo, uma vistas encantadoras, uma caminhada bastante difícil, e depois a recompensa é um mergulho e um container suficientemente grande para um trackable, desde que este não se estrague com a água…

A Praia fluvial do Cortez foi justamente o local escolhido para o vosso primeiro evento, Não te Cortez, no próximo dia 27 de Agosto, onde certamente não vai faltar animação! Quais são as vossas expectativas para este evento?

Esperamos que se crie um bom ambiente e diversão em doses terapêuticas. Comemos um churrasco feito “in situ”, mandamos uns mergulhos no rio Alfusqueiro, trocamos uns travel bugs e depois quem quiser pode tentar fazer a Hold Your Breath ali ao lado, quem não quiser pode continuar a banhos ou a trocar experiências “geocachianas”.

Querem deixar aqui um convite oficial, uma bela argumentação e 1001 motivos para a comunidade se deslocar até Sever do Vouga e participar neste evento?

Se calhar tentamos isto por faixas etárias:

Jovem, se tens menos de 18 anos e queres mais um found, apanha boleia de quem sabe conduzir (podes ir a rasto no Grand Cherokee do paulomx) e aparece às 12:30 (ou mais cedo) na praia fluvial do Cortez. Deixamos-te assinar o logbook, arranjamos-te almoço e temos bóias para poderes ir ao rio em segurança.

Caríssimo geocacher, se não tem nada que fazer no dia 27 de Agosto porque já gastou o subsídio de férias (ou o governo ficou com ele) eis um evento low cost, em que traz a comida de casa, pode contabilizar 2 founds numa só deslocação e ainda pode trazer a família atrás…

Geocachers com menos agilidade, venham também porque existe estrada com alcatrão até às coordenadas publicadas, encontram bancos de picnic sem precisar de consultar os Pontos de Interesse do GPS e ainda vos damos o logbook para a mão.

A todos, é um evento chill-out e descontraído, mesmo ideal para o meio de Agosto, já que em Setembro é capaz de chover…

Quais são os vossos projectos de Geocaching para este verão? Já estão a preparar a rentrée para Setembro 2011, e podemos desde logo esperar novidades e surpresas no distrito de Aveiro em breve?

Os Dukes gostam de planear apenas para os 5 minutos seguintes, mas ainda assim temos algumas ideias…

A nível de caches, não vamos esconder nada até Setembro, o que vai coincidir com o nosso hide numero 30, por isso temos que escolher bem o que vai ser. Temos alguns projectos que ainda estão só em papel na gaveta do armazém do Bides, nomeadamente uma colaboração com outra equipa, mais uma wherigo, uma earthcache e uma tradicional. Nesta, cada geocacher que a encontrar poderá fazer algo além do log. Mas estas são só algumas das ideias.

A nível de founds para o Verão, o z3r0_ e o paulomx, em princípio vão participar num evento (GC2KEQ6) na fronteira entre Espanha e França numa expedição que se vai realizar pelos Pirenéus. De resto vamos andar por aí à procura de plástico!

Obrigada The_Dukes! Um verão animado e um evento de sucesso, são os votos do GeoPt.org!

Obrigado nós pela entrevista, e lembrem-se, quando virem alguém com uma t-shirt a dizer “The_Dukes” fujam, porque eles “andem” aí…



Login to post comments
Geocaching Authorized Developer

Powered by Geocaching HQ
Geocaching Cache Type Icons © Groundspeak, Inc.
DBA Geocaching HQ.
All rights reserved. Used with permission.

Connect

Newsletter