01de Dezembro,2021

Geopt.org - Portugal Geocaching and Adventure Portal

10 March 2013 Written by  butyo

butyo found As Botas de Judas

Found it butyo found 2 As Botas de Judas

 

Mas que dia sui generis! Do início ao fim, foram-se registado situações caricatas e únicas que jamais nos esqueceremos! Obrigado Geocaching…

Começámos bem cedo para evitar o habitual congestionamento de turistas que normalmente encontramos nesta via singular, que nos conduz até ao Caldeirão Verde. Percorremos os 6.5 Km de levada, desde o ponto inicial, as Queimadas, até aqui, descendo e subindo os exuberantes córregos, atravessando 4 túneis (desta vez sem registo de incidentes ou cabeçadas no teto dos "furados" mais baixos), passando duas pontes antigas e parando apenas para desfrutar das espetaculares quedas de água e paisagens envolventes. Pelo caminho encontramos apenas duas turistas!

8486466639 791f36a466 O

Cumprida a primeira parte do percurso, fez-se uma pausa, nas proximidades do Caldeirão Verde, para recuperar forças e reabastecer o organismo de líquidos e sólidos! Aqui tivemos a companhia de um 'Fringilla coelebs maderensis', mais conhecido por tentilhão, uma ave muito comum na nossa floresta Laurissilva, que em troca de umas migalhas de pão, fez pose para a fotografia.

Apesar do frio que teimava em nos acompanhar, e do nevoeiro que (felizmente) se mantinha, nos picos mais altos, arrancámos em direção ao nosso objetivo: a cache Botas de Judas. O caminho que se seguiu, para surpresa e satisfação (só vendo) de Humlos (el ‘vertigo’), tinha sido alvo de uma intervenção e estava plenamente recuperado e, mais importante, tinham colocado varandas! A passos largos aproximamo-nos do ponto onde era preciso sair do trilho da levada e iniciar a subida em direção ao Caldeirão do Inferno. Só de pensar no quanto me custou fazer esta “escalada” em outras duas passagens anteriores por este local, o ritmo cardíaco ficava acelerado! Apenas o geocaching e um potencial FTF me fizeram voltar a enfrentar este desfio! E ainda bem que o aceitei, pois para minha surpresa, os irregulares degraus tinham sido transformados em degraus empedrados, foi como encontrar uma escada rolante no meio da floresta! Gosto muito do contacto com a natureza, mas pouco de subidas íngremes… Até ao topo contámos (contaram) 323 degraus, desta vez feitos com toda a satisfação e o devido agradecimento a quem faz a manutenção das levadas da Madeira. A partir daqui, optámos por seguir pelo túnel à esquerda, em direção à nova cache. Mais tarde voltaremos a este ponto para ir ao Caldeirão do Inferno, cuja majestosa queda de água se consegue vislumbrar daqui, ao fundo, do lado oposto do vale.

 

8487557336 Afe55dfe1f O

Seguindo caminho, por um trilho nunca antes pisado (foi a primeira vez que o percorri), registamos com agrado o estado de conservação do mesmo, por ser muito pouco utilizado, o chão estava coberto de musgo e parecia que estávamos a pisar algodão. A paisagem era uma repetição daquela que tínhamos visto anteriormente (ainda assim valeu a pena ver de novo), pois estávamos a fazer um percurso paralelo, a uma cota superior, mas em direção oposta. Ainda antes de chegarmos ao GZ, atravessámos outros dois túneis e enfrentámos mais um lanço de escadas (desta vez não contámos os degraus…). Saindo do túnel, demos com um sítio espetacular, soberbo, magnífico! Parabéns ao owner da cache pela escolha do local!


Neste momento confirmamos a informação de Nuno&Ruby2001 de que aqui o GPS não tem qualquer utilidade. Iniciada a busca, atravessámos a ribeira em direção à margem: Humlos ia a liderar, seguido de Nuno&Ruby2001 e depois eu. Sem esperarmos, a cache aparece caída do esconderijo, totalmente exposta! Fantástico foi o primeiro pensamento, depois surgiu o “oh não!”, encontrá-la desta forma pode significar que algum geocacher tinha estado aqui, fez o FTF, colocou mal container e ele caiu! Seguiram-se momentos de suspense enquanto Humlos abria o container, tirava a bota de Judas do interior (não encontrámos o par), abria o saco de plástico, desdobrava o logbook… et voilá! Folha limpinha! FTF! Nesta altura Nuno&Ruby2001 só pensava no azar que tinha tido na última vez que cá esteve, um DNF!

8486466911 9a2388d7fa O

Depois de carimbado e assinado o loobook, com data 09-02-2013 (pensávamos nós) e hora 13h00, arrumamos tudo, e devolvemos a cache ao seu esconderijo (tendo em conta a posição do container quando o encontramos no chão, julgamos que seria ali). Seguimos o caminho de regresso, atravessámos o túnel, descemos o lanço de escadas e uns metros mais à frente ouve-se qualquer coisa como um “oh não!” (não me lembro da expressão). Humlos, aflito, a olhar para a foto do log, informa-nos de que a data estava errada: em vez de 09-02-2012, ele tinha colocado 09-01-2013! E agora? Voltamos para trás ou deixamos assim? Não podia ficar assim! Eu e ele decidimos voltar ao GZ e corrigir o erro! Oh não, voltar a subir a vereda, as escadas, atravessar o túnel… enfim… Voltámos atrás mas sem Nuno&Ruby2001, que continuou o percurso sozinho pois tinha outros compromissos.

Mais tarde, no (re)regresso do GZ, salta-me uma lente dos óculos! Judas andava por ali a fazer das dele! Não partiu a lente, mas por pouco o percurso teria de ser feito com a visão (demasiado) turva, não fosse o canivete suíço de Humlos ter uma chave de fendas…

8487557438 Fbefff6aa7 O

Posto isto, chegámos ao cruzamento de levadas que dá acesso ao Caldeirão do Inferno e decidimos fazer outra cache na zona. Afinal, este lado do percurso, conhecido de outros passeios, é também fenomenal e merece uma visita! Recomenda-se vivamente.

De regresso ao carro, fizemos apenas uma paragem no Caldeirão Verde para recolher os dados necessários para uma Earthcache, e registamos no caderno de campo 18 Km de percurso, com muito cansaço nas pernas, 6 horas plenas de diversão, mas com a sensação de missão cumprida!

FTF com Humlos e Nuno&Ruby2001
TB: In
Out: -

TFTC!



Login to post comments
Geocaching Authorized Developer

Powered by Geocaching HQ
Geocaching Cache Type Icons © Groundspeak, Inc.
DBA Geocaching HQ.
All rights reserved. Used with permission.

Newsletter