22de Maio,2017

Geopt.org - Portugal Geocaching and Adventure Portal

06 September 2016 Written by  Ventos de Norte

Clã-Destinos - #1 Braga | Porto

Clã-Destinos, a rubrica trimestral que vos sugere a descoberta de caches, locais, aventuras e eventos nos distritos do Porto e Braga.
Sejam bem-vindos à primeira edição!

Antes de mais queremos agradecer o convite e oportunidade de darmos a conhecer alguns dos recantos do Norte do país. Faremos todos os possíveis para dar o merecido destaque ao Douro e Minho, com a consciência de que não é possível incluir todas as caches nem todos os locais que merecem realce. Estas localidades têm pontos de interesse infinitos, pelo que vamos abordando alguns tendo por base objetivos específicos:
Cada rubrica será subdivida em três tópicos principais: sugestão de rota ("Por ruas e ruelas"), caches de destaque ("Boua pa carago") e eventos ("Bamos pó conbíbio").

  1. Por ruas e ruelas: Em cada rubrica iremos aprofundar 1 concelho do Distrito do Porto e 1 concelho do Distrito de Braga com vista a apresentação de uma proposta de rota com caches e pontos de interesse, que pode durar aproximadamente um dia, e que vos dará a conhecer parte desse concelho. O princípio da escolha será o local e a partir daí é elaborada a lista de possíveis caches a visitar.
  2. Boua pa carago: Serão selecionadas várias caches de destaque por distrito, tendo por base de seleção as categorias local / aventura / recipiente. Sendo o mês de setembro o de divulgação das vencedoras de 2015, optamos por incluir nesta rubrica caches que foram destacadas em anos anteriores, vencedoras e finalistas;
  3. Bamos pó conbíbio: Serão apresentados resumos de alguns dos eventos realizados em cada distrito nos quais tivemos oportunidade de participar ou cujo resumo algum geocacher nos fez chegar, e serão apresentados os eventos a realizar, disponíveis no geocaching.com à data da publicação da rubrica.

Considerando a dimensão dos distritos de Braga e Porto, é-nos impossível explorar todos os locais, pelo que é bem-vinda toda a colaboração de geocachers destas localidades, e não só, com a sugestão de locais ou caches que considerem merecer visita, ou eventos nos quais participaram. Será divulgado o concelho a explorar na próxima rubrica, pelo que podem entrar em contacto com os Ventos de Norte pelo centro de mensagens do geocaching.com e apresentar as vossas sugestões.

É garantido que há muito a explorar nestes distritos e daremos o nosso melhor para fazer um resumo que reflete a notoriedade destas localidades. Temos consciência que para os geocachers locais, e não só, a nossa proposta de rota pode significar caches já realizadas, no entanto, fica o desafio de lerem e, quem sabe, adquirir mais informação sobre o local.

Os Ventos de Norte desejam a todos boa leitura!

 


 ...::: POR RUAS E RUELAS :::...

ROTAS 

 

Sendo esta a primeira rubrica, começamos por fazer uma sugestão de rota nas capitais distrito: Braga - Bracara Augusta e Porto - a Cidade Invicta

Por mera curiosidade, sabiam que o concelho de Braga tem, atualmente, 511 caches ativas e o concelho do Porto 130? Outra curiosidade são as caches com mais founds de cada concelho:

Braga - (tradicional-) Santa Bárbara by isioux com (found) 2225

Porto - (tradicional-) Igreja S. Francisco by Nheky&Comp com (found) 3037

Preparem a lancheira ou o merendeiro, confirmem horários, registem as distâncias e preparem-se para descobrir mais sobre Braga e Porto.

 

- DISTRITO DE BRAGA-

 Rota: Braga - Paisagens com história

 

Apresentamos a possibilidade de uma rota que pode ser realizada em modo caminhada durante a manhã, pelo Centro histórico (cache 1 a 10), com dificuldade de terreno baixa e distância de cerca 3,5 km. Assumindo que possam demorar cerca de 2h30 a realizar o percurso, prevê-se que possam iniciar a viagem até aos diferentes pontos de interesse (cache 11 a 27) no final da manhã / início de tarde, podendo o merendeiro ser uma boa opção para fazer uma paragem nos miradouros que vão encontrar pelo caminho. O percurso pensado para a tarde deverá ser feito, maioritariamente, de carro e tem uma distância aproximada de 50 km.


1 - (tradicional-) Bracara Augusta Centrum by 20 ver

Sugerimos que a rota seja iniciada pelo coração da cidade, antigo campo de Santana, conhecido desde 1912 pela Avenida Central, bem em frente à Arcada. A avenida foi mandada abrir por D. Diogo de Sousa nos inícios do século XVI e a partir dessa altura iniciaram-se as edificações que podem ser apreciadas e que se enchem de história. A avenida central constitui, também, um marco histórico da inauguração da eletricidade em Portugal, tendo sido o local que experimentou pela primeira vez a luz, há 120 anos, na noite de S. João. Depois de descobrirem a cache e de percorrerem alguns metros da avenida, se olharem para trás podem apreciar, junto à Arcada, a torre de menagem, sendo o mais importante elemento remanescente do antigo castelo mandado construir por D. Dinis. Tem cerca de 30 metros, que corresponde a um interior de 3 pisos.

 

2 -(tradicional-) Santa Bárbara by isioux

Seguindo para um dos emblemas da cidade de Braga, caraterizada pela beleza dos seus motivos florais e que torna indispensável a passagem por lá: o jardim de Santa Bárbara, situado junto à ala medieval do Paço Episcopal Bracarense e que deve o seu nome à fonte do século XVII encimada pela estátua de Santa Bárbara no centro do jardim. O local é movimentado mas com alguma descrição, saem de lá com mais um found.

3 - (multi-) #4 Instituições e serviços_Câmara Municipal by 2º4 BAlegria

O edifício da Câmara Municipal é considerado por alguns especialistas como um dos mais notáveis exemplares da Arquitetura Barroca da Península Ibérica. Uma obra iniciada em 1753 e terminada 1865, traçada pelo artista e principal nome do barroco minhoto André Soares. Foi responsável por outras obras do século XVIII onde se inclui a Igreja de Santa Maria Madalena da Falperra. Antes de avançarem, podem iniciar a multi-cache do local e registarem as coordenadas da mesma para mais tarde retomar.

4 - (multi-) Circuito Pedonal – Centro Histórico by reciclapc

O curto percurso desta multi-cache leva a locais de interesse pelo que sugerimos que a incluam na lista. Começa na atual feição que é, igualmente, obra de André Soares, o Arco da Porta Nova. Um ex-libris da cidade que associa o Barroco ao Neoclássico, num momento histórico em que a cidade rompia as antigas muralhas. O Arco da Porta Nova está classificado como Monumento Nacional desde 1910. Já agora uma curiosidade: associa-se a este Arco a expressão de “És de Braga?” quando alguém deixa a porta aberta, surgindo diversas teorias para isso, sendo uma delas o facto dos bracarenses terem sido os primeiros a não colocar uma porta de madeira nas entradas das muralhas da cidade. Voltando ao percurso sugerido por esta multicache, terão oportunidade de ver ainda o Campo das Carvalheiras, praça coberta de árvores centenárias que remonta ao século XV com o cruzeiro do século XVIII classificado como Monumento Nacional. Segue-se a visita ao Campo das Hortas, cuja fonte foi transferida do Campo de Santana (Avenida Central) para a sua presente localização no século XIX, sendo um notável exemplar de arquitetura pública maneirista. E chegam à Sé para recolher os últimos dados.
Considerando que este percurso está próximo desta concentração barroca, podem aproveitar e fazer a visita ao Jardim da Casa dos Biscainhos - (tradicional-) Secret Garden by Isioux, isto se estiverem dentro do horário de visitas, sendo o acesso ao jardim gratuito de terça feira a domingo 10h00/12h25 – 14h00/17h30.

 

5 - (tradicional-) Mais Velha que a Sé de Braga by stukinha

A Sé de Braga, para além de ser um dos pontos de passagem da multi-cache anterior, é também o local da cache acima referenciada e que destaca, e muito bem, este monumento. A Sé de Braga foi iniciada com o bispo D. Pedro (1070-1093) e foi muito modificada com o decorrer dos séculos, restando pouco do primitivo edifício, além de alguns curiosos pormenores como as duas arquivoltas da porta principal romântica. Para além do Templo principal, podem ser visitadas as capelas de São Geraldo, Capela dos Reis, Capela de Nossa Senhora da Glória, Capela de Nossa Senhora da Piedade e a Igreja da Misericórdia de Braga que foi incluída no templo da Sé. Nos dias que correm continua a ter uma presença imponente e, em tom de curiosidade, a expressão “velho como a Sé de Braga”, que significa “muito velho”, surge do facto da Sé de Braga ser a mais antiga arquidiocese de Portugal. 

6 - (tradicional-) Ínsula das Carvalheiras by reciclapc

Foi posto a descoberto, na década de 80, parte de um bairro residencial romano. Apesar das escavações não estarem totalmente concluídas, permite trazer à luz do dia, uma insula inteira. A conservação da cidade romana revelou-se de um enorme alcance científico que permite a compreensão e definição do módulo de construção, nomeadamente, através da recuperação da planta integral de uma casa romana, fases de construção, recolha de elementos de arquitetura e sequência de materiais para os cinco séculos de ocupação romana. Está classificado como imóvel de interesse público desde 1990. Importa ter em conta que se insere num complexo de parque de estacionamento com horário de abertura pública de segunda a sexta feira das 9h00-19h00 e ao sábado das 9h00-13h00

7 - (tradicional-) Termas Romanas do Alto da Cividade by reciclapc

Este monumental complexo termal, descoberto em 1977, foi construído no século I e sofreu diversas alterações até ao momento em que a sua utilização terá sido abandonada no século V, numa altura em que o Império Romano no Ocidente entrava em colapso. As termas podem ser visitadas de terça a sexta feira 09h00/13h00 – 14h00/18h00, a cache está disponível 24h.

8 - (tradicional-) #6 Instituições e serviços_Biblioteca by 2º4 BAlegria

Com a devida atenção, podem observar parte do cerco do antigo castelo de Braga que percorre alguns dos edifícios, erguendo-se duas torres. Uma delas nas proximidades da Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva onde a podem apreciar enquanto fazem o found da cache dedicada à Biblioteca e seguir para avistar a outra torre, atualmente transformada em Capela da Nossa Senhora da Torre. A Torre de São Tiago, pode ser avistada e facilmente reconhecida aquando a descoberta da cache 9 - (tradicional-) Vias Romanas by Isioux.


10 – (multi-) Divindade Tongoenabiagus by musa

Antes de terminar esta rota pedonal, porque não fazer breves paragens junto a monumentos de Barroco e completar, deste modo, mais uma multi-cache da cidade de Braga? O percurso inicia-se junto à Igreja de Santa Cruz, construída no século XVII e que possui um estilo barroco maneirista. À direita desta igreja, pode ser avistada uma outra e igualmente imponente, a Igreja de S. Marcos, construída um século mais tarde, juntamente ao Hospital onde se destacam as estátuas dos apóstolos em tamanho natural. Descendo a rua principal, será possível reconhecer de imediato o azul forte que se destaca no edifício barroco joanino do Palácio do Raio, cuja edificação remonta o ano de 1754-1755, considerado imóvel de interesse público e que deve a sua designação a um dos proprietários – Miguel José Raio, Visconde de São Lázaro. A poucos metros de distância pode ser encontrada a Fonte do Ídolo, tratando-se de um santuário rupestre, nomeadamente, um afloramento granítico esculpido e com origens, ao que tudo indica, pré-romana. Foi descoberta nos finais do século XVII. Para visitar a Fonte do Ídolo devem ter em conta os seguintes horários Terça a Sexta, das 9h00-13h00/ 14h00-18h00; Sábado, Domingo e Feriados 10h00-17h00.

Para concluírem esta rota pedonal é só continuarem à esquerda pela avenida da liberdade até chegarem ao jardim da avenida central e terminam, onde começaram.
Sugerimos que continuem o percurso de carro.


11 - (tradicional-) Parque da Ponte by Equipa DB

O Parque da Ponte, ou Parque de São João da Ponte, nasceu da expropriação, em 1911, da Quinta da Mitra, e é agora um parque urbano da cidade de Braga.
Trata-se de um pequeno bosque, dividido em quatro partes:
A parte exterior: É a parte mais antiga do parque e cresceu em torno da capela de S. João, edificada no século XVI. É esta capela um dos pontos centrais da maior festa popular da cidade, o S. João, que se realiza na noite de 23 para 24 de Junho.
A parte interior: Trata-se duma área arborizada com jardins, um lago artificial, um coreto, um cruzeiro, um parque Infantil, um auditório ao ar livre e um monumento evocativo ao 25 de Abril. Enquanto descobre este espaço porque não fazer mais um found.
O Complexo Desportivo da Ponte: Construído em 1946, conta atualmente com uma piscina descoberta para a prática de natação.
Parque de Campismo da Ponte: Trata-se do único parque de campismo da cidade de gestão municipal.



O Monte Picoto é uma área florestal central e de grande dimensão aos pés da cidade de Braga, ocupando uma posição de excecional interesse paisagístico. Este monte, associado ao Parque S. João da Ponte, é um espaço de utilização coletiva com equipamentos de natureza lúdica, desportiva e social.
No cume do Picoto existe um miradouro de onde se pode contemplar toda a cidade monumental e ainda todas as serras circundantes (12 - (tradicional-) VG – Picoto – v.2 by matrixamp / 13 - (earth-) Cebolada Granítica by anjomaco / 14 - (tradicional-) Picoto Hill by ILUSTRES).


14 - (tradicional-)ST58 Recordando…A rampa da Falperra!... by SPY Team

Seguindo em direção ao Sameiro, vão passar pela Rampa da Falperra, prova automobilística, realizada desde 1927, organizada pelo Clube Automóvel do Minho. É a prova mais popular em Portugal, onde milhares de aficionados e curiosos marcam presença.

15 - (tradicional-) O Rococó da Falperra – Santa Maria Madalena by anjomaco

Ainda antes de chegar ao Sameiro, merece uma paragem e visita, a Igreja de Santa Maria Madalena ou Igreja da Falperra, situada na Serra da Falperra, outrora denominada por Portela de Espinho. Teve a sua origem numa ermida dedicada a Santa Maria Madalena, construída no século XVI.
Veio sofrendo algumas alterações, no entanto apenas no século XVIII é iniciada a construção de uma nova igreja, um harmonioso monumento em estilo Barroco, precedido por uma ampla escadaria, comum aos santuários mais próximos.
O seu interior ricamente decorado em estilo barroco e é de interesse destacar o púlpito e o revestimento azulejar do século XVIII.

16- (tradicional-) ANGELUS by buscaterra

O Santuário de Nossa Senhora do Sameiro é um santuário mariano, construído a 14 de Julho de 1863.
Em 1871 foi colocado, no cume da montanha, uma imagem de Nossa Senhora da Conceição, estrutura esculpida em Roma que porta uma belíssima coroa de 2,5Kg em ouro maciço e brilhantes, oferecida pelas mulheres de Portugal.
Em frente do Templo ergue-se um imponente e vasto escadório, no topo do qual se levantam dois altos pilares, encimados com a imagem da Virgem Maria e do Sagrado Coração de Jesus, a igreja é rodeada por um parque arborizado, jardins, cruzeiro, fontes, capela e edifícios de apoio ao santuário (17 – (tradicional-) The Island of Dark Lake by 20ver; 18 – (tradicional-) Cheia de Graça by buscaterra). Este santuário é um dos centros de maior devoção mariana em Portugal, este Templo, concluído no século XX, destaca-se no seu interior o altar-mor em granito branco polido e o sacrário de prata.

 

Voltando a descer, fazemos paragem no Bom Jesus do Monte.

19 -(unknown-) Paranormal Activity by Flashkent&Debbie-e

A passagem aqui é obrigatória: uma estrada localizada nas traseiras do Santuário do Bom Jesus do Monte que é conhecida como a estrada mágica.
É um pequeno troço de estrada onde frequentemente os automobilistas experimentam a sensação de andar em marcha-atrás, a subir, sem qualquer mudança engrenada.
Existem várias teorias para o facto. As mais comuns são a de um magnetismo que impele os carros a subir e a de que se trata de ilusão ótica porque a subida é… a descer! Uma terceira teoria, motivada pelo local mítico em que a estrada se insere, aponta para uma força superior oriunda de uma entidade divina. Atividade paranormal ou não, experimentar não custa.


O Santuário do Bom Jesus do Monte localiza-se na freguesia de Tenões, concelho de Braga, merece uma visita por isso façam favor de entrar (20 - (tradicional-) Introitum in Jesus by buscaterra).

Foi em 1722 que foi desenvolvido um grande projeto, que terminou no atual santuário, no entanto, outrora já lá existiram 3 ermidas, remonta a primeira a 1373, onde apenas existia uma cruz no alto do monte.
No adro é possível ver 8 estátuas que representam as personagens intervenientes na condenação, paixão e morte de Cristo.
A igreja apresenta planta na forma de uma cruz latina, constituindo-se em um dos primeiros edifícios em estilo neoclássico no país. A sua fachada é ladeada por duas torres, encimada por um frontão triangular.
O Santuário do Bom Jesus do Monte, é constituído por:
Parque do Bom Jesus: Área arborizada com diversos jardins, praças e lagos artificiais, no maior deles são disponibilizados barcos para alugar.
Funicular: Primeiro elevador da península ibérica, tendo sido construído em 1882, liga a parte alta da cidade de Braga ao Santuário e é atualmente o mais antigo do mundo a utilizar o sistema de contrapeso de água. Queiram experimentar o escadório a descer, a subir ou com o Funicular, não se esqueçam de fazer esta busca antes de seguirem viagem: 21 - (tradicional-) Castelo Bom Jesus by masterborges.

Escadório: O escadório tem um desnível de 116mts e está dividido em 3 lanços:
Escadório do Pórtico: onde se encontra um arco com o brasão de armas de D. Rodrigo de Moura Teles, arcebispo de Braga, responsável pela sua construção.
Escadório dos Cinco Sentidos: este dividido em cinco lanços intervalados por 5 fontes que representam os 5 sentidos, Fontes da Visão, Audição, Olfacto, Paladar e Tacto.
Escadório das Virtudes: este dividido em 3 lanços intervalados por 3 fontes que representam as Virtudes Teologais: Fonte da Fé, da Esperança e da Caridade. Um escadório com tanto pormenor só pode ser apreciado se percorrido granito a granito, fica portanto o convite para a contagem seja a subir, ou descer… ((earth-) O Escadório do Bom Jesus do Monte by João Pedro Proença). Se não tiverem tempo para contagens, fica a dica para uma paragem (22 - (tradicional-) Bracara Augusta Ex-Libris by anjomaco). 


23 – (tradicional-) As Sete Fontes by anjomaco

As Sete Fontes, classificadas como Monumento Nacional em 2011, foram construídas no início do século XVIII, são um sistema de abastecimento de água à cidade de Braga, localizado na freguesia de São Vítor, que serviu a cidade até 1913, no entanto ainda hoje, existem casas, fontes, fontanários e chafarizes da cidade onde a água das Sete Fontes chega.
Quanto à sua estrutura, este complexo é constituído por sete fontes, em pedra adornada, com forma circular e teto em abóbada ("mães d'água"), a que se somam minas abertas na pedra com condutas e galerias.


24 – (tradicional-) Estádio “A Pedreira” by ZéZé & Sandra & Inspector Max

O Estádio Municipal de Braga, conhecido por Estádio da Pedreira, é um estádio de futebol situado na antiga freguesia de Dume, projetado pelo Arquiteto português Eduardo Souto Moura e pelo Engenheiro português Rui Furtado, está inserido junto ao parque urbano que fica na encosta do Monte Castro, virado para o vale do Rio Cávado. O estádio é atualmente utilizado pelo Sporting Clube de Braga.
Tem capacidade para 30 mil lugares, é de referir que a cobertura assume como referência estilística "as pontes construídas pela civilização Inca", no Peru, de modo a iluminar a relva com luz natural, preservando assim a qualidade natural do relvado. Nas proximidades poderão ainda visitar uma cache que foi nomeada para os prémios GPS de 2014 – (multi-) S. Martinho de Dume by Tolentino_mad.


25- (tradicional-) World War III Beta III by pbrandao

Seguindo a direção Amares, sugerimos que espreitem a Praia fluvial de Adaúfe. Depois de estacionarem o carro e fazer a cache das redondezas, explorem: é uma pequena praia fluvial, junto ao Rio Cávado, com uma ampla zona relvada ao redor, onde se pode fazer piqueniques, churrascadas e praticar desporto.
É a única praia fluvial do Concelho de Braga que recebeu a certificação da Administração da Região Hidrográfica do Norte.
Para além de bonitas cascatas, na Praia Fluvial de Adaúfe é ainda possível observar um moinho antigo bem como um curioso engenho de água que vale a pena ver atentamente, pois são extremamente interessantes.

26 – (tradicional-) Ponte do Bico by PALRIKAR

A Ponte do Bico foi construída durante o Fontismo entre 1863 e 1867. A ponte ficou assim conhecida por se encontrar na desembocadura do rio Homem e o rio Cávado, no local secularmente conhecido por “Vau do Bico”. Permitiu a ligação neste local entre os concelhos de Braga, Amares e Vila Verde.
Apresenta oito arcos de pleno cintro, robustíssimos, reforçados por talhamares cilíndricos.
À direita em direção à ponte do bico, podemos observar o Chafariz da Ponte do Bico, datada de 1879, num espaço desnivelado junto à fachada superior num espaço semicircular com banco em toda a volta.


26 – (tradicional-) Ponte do Prado – Merelim by julioverne

A ponte do Prado, sobre o rio Cávado, foi um dos mais importantes pontos de passagem na geografia medieval do Entre-Douro-e-Minho.
A construção inicial parece remontar ao período romano, uma vez que aqui se encontrou um marco miliário, do tempo de Augusto. Inserida numa área que conta com cada vez mais vestígios de romanização, esta passagem colocava em contacto Bracara Augusta com os territórios do Noroeste, no fundo, era parte integrante da via de maior importância neste contexto regional.
A configuração seiscentista da ponte revela um projeto algo heterogéneo, porventura resultante das pré-existências de origem medieval e eventualmente quinhentista. Nove arcos desiguais (ora de volta perfeita, ora de perfil quebrado), reforçados por talhamares triangulares, sustentam um tabuleiro de duas rampas horizontais, de que se destacava o varandim saliente, verdadeiro miradouro cenográfico onde se concentraram as armas dos financiadores e as inscrições comemorativas.
Ainda deste projeto fazia parte um cruzeiro, dedicado ao Senhor da Ponte, do lado Norte, mas que não chegou até aos nossos dias.


27 – (tradicional-) Mosteiro de São Martinho de Tibães by 20ver

O Mosteiro de São Martinho de Tibães situa-se na freguesia de Mire de Tibães.
O Mosteiro cresceu em privilégios e poder até ao século XIV sendo, após o Concílio de Trento, em 1567, escolhido para Casa-mãe da Congregação de São Bento dos Reinos de Portugal.
Atingiu o seu máximo esplendor nos séculos XVII e XVIII, após ter sido transformado num dos maiores conjuntos monásticos do Portugal barroco e num importante centro produtor e difusor de culturas e estéticas, lugar de exceção do pensamento e arte portuguesas.
O Mosteiro é constituído pela igreja, alas conventuais e espaço exterior - a cerca. O edifício que hoje existe foi construído ao longo dos séculos XVII, XVIII e XIX.
Foi classificado como Imóvel de Interesse Público em 1944, estando afeto à Direção Regional de Cultura do Norte.
Em 1986, é adquirido pelo Estado Português e segue-se o restauro.
Mantendo os usos associados à Paróquia de Mire de Tibães, duas novas valências foram implementadas: a cultural, associada ao conceito internacional de Museu Monumento e Jardim Histórico, que permite percorrer, ver e sentir os espaços e os seus tempos; e a de acolhimento com as valências de hospedaria e do restaurante L’Eau Vive.



Termina assim a nossa sugestão de Rota pelo Concelho de Braga. Considerando que o Mega foi há menos de um mês, terão muitos de vocês ainda presente alguns destes recantos, mas a história por detrás deles, é que os torna memoráveis. Não se fiquem pelo “ver Braga por um canudo”, que é o mesmo que dizer “morrer na praia” porque não se descobriu a essência – viram de longe mas não descobriram os detalhes…

Seja como for, há sempre uma boa desculpa para voltar a Braga, afinal, a porta estará sempre aberta!



E como já se sabe que o próximo Love Love será no Porto, porque não registar a sugestão que propomos?

 

- DISTRITO DO PORTO -

Rota: Porto – Do Parque da Cidade ao Palácio de Cristal

Esta rota foi pensada para as famílias: pequenos e graúdos. Permite passar um dia cheio de aventuras em contacto permanente com jardins, rio, mar e alguns monumentos.
Se se fizerem acompanhar de merendeiro, podem aproveitar o Parque da Cidade para um agradável piquenique. Caso contrário, existem bons lugares, ao longo desta rota, onde poderão degustar bons petiscos. O percurso tem uma distância aproximada de 20 Km.


1 - (tradicional-) Pavilhão da Água (um recurso escasso) by POLgeo

Esta cache leva-nos a conhecer o pavilhão da água, localizado no pulmão verde do Porto, no Parque da Cidade. É um espaço de referência a nível nacional e internacional, devido à interatividade das experiências apresentadas, aliadas ao simbolismo da arquitetura do edifício, que fazem do Pavilhão da Água um local único e inesquecível.
Este pavilhão é da autoria dos arquitetos portugueses Alexandre Burmester e José Carlos Gonçalves, foi projetado de forma a criar a ilusão de que está suspenso e pensado para ser visitado de forma lúdica e científica.

2 - (letter-) O´World - Parque da Cidade by GD4C

Com esta letterbox ficamos a conhecer o parque da cidade do Porto. Este parque é considerado o maior parque urbano do país, as áreas verdes naturalizadas estendem-se até ao Oceano Atlântico, conferindo-lhe uma particularidade rara a nível mundial.
Este parque é escolhido por muitos para a prática de exercício físico, por isso, é normal ver pessoas a correr ou então em passeios de bicicleta, ou simplesmente a caminhar. Tem vários lagos, fontes, campos de jogos de futebol, flora e fauna variada, e espaços de restauração, onde os visitantes aproveitam para relaxar. Os seus amplos espaços verdes são convidativos para piqueniques.

3 - (tradicional-) Castelo do Queijo, by cd-

O Castelo do Queijo ou Castelo de São Francisco Xavier foi construído no século XV e é uma pequena fortificação defensiva. Desde tempos imemoriais que se diz que o enorme rochedo onde o castelo foi construído era um lugar sagrado para os Draganes, tribo Céltica que veio para a Península Ibérica seis séculos antes de Cristo. Atualmente pertence à Associação de Comandos, Delegação do Norte e é utilizado como palco de eventos culturais e de animação.

4 - (tradicional-)Atlantic Balcony by meneses.mf

Esta cache está situada numa varanda, a qual nos permite ter uma vista privilegiada sobre o atlântico. Podemos ainda, apreciar um belo pôr de sol e tirar belas fotos.
Aqui perto, podemos observar o “Homem do Leme”, monumento que presta homenagem aos pescadores, representados pelo homem que agarra vigorosamente um leme, que fazem da sua vida o trabalho no mar. Este monumento dá nome a esta praia. É uma praia do tipo rochoso, sem arriba e com declive variado, frequentada por muitas famílias, uma vez que dispõe de dois parques infantis, tendo sido a primeira Praia do Porto a obter o galardão Bandeira Azul.

5 - (earth-) Earth History Written on Rocks by ajsa & Golfinha

A caminho desta Earthcache, podemos visitar ”A Pérgola da Foz” que é um dos exlibris mais conhecidos e emblemáticos do Porto. É uma pérgola com balaustrada construída em cimento, por volta de 1930, integrada no Projeto de Melhoramentos e Embelezamento da Avenida do Brasil.
Chegando ao GZ da earth podemos encontrar marcas do tempo escritas numa rocha. Aproveitem também o local para desfrutar de uma bela paisagem.

6 - (tradicional-) O Comboio da Foz by pedroaleitao & marianaleitao

Esta cache localiza-se num dos últimos vestígios da existência do Comboio da Foz, apelidado "A Máquina", uma pequena locomotiva a vapor. O túnel, construído em 1882 quando a linha foi estendida a Matosinhos permitia a ligação entre Cadouços e a Rua de Gondarém, sob o Monte da Luz. No topo deste monte podemos visitar o Farol da Senhora da Luz. É um farol português, já desativado, classificado como Imóvel de Interesse Municipal. O farol era constituído por uma pequena torre hexagonal no cimo de um torreão quadrangular no lado Oeste de um edifício de dois andares, encimado por uma lanterna verde, hoje já retirada e substituída por um telhado.

7 - (tradicional-) Antiga estação de Cadouços by Ratos da noite

Nesta estação a locomotiva fazia uma paragem mais longa para se abastecer de água. A atividade desta carreira foi suspensa em 1914, após a instalação de uma linha elétrica. Posteriormente, o local sofreu algumas alterações, das quais a mais importante foi a sua transformação em jardim após a desativação da estação.

8 - (tradicional-) Praia dos Ingleses by ivoaspereira

Esta praia pertence à Praia da Foz, possui um areal pouco extenso. É ladeada por formações rochosas do período Pré-Cambriano. Trata-se de uma zona pródiga em estabelecimentos de restauração que fazem as delícias dos turistas que visitam a cidade do Porto.

9 - (multi-) Foz Castle by kidloco

Esta multi-cache dá-nos a oportunidade de ficar a conhecer por dentro o Forte de São João Baptista da Foz, também conhecido como Castelo de São João da Foz.
Este Forte começou a ser construído em 1570, no reinado de D. Sebastião e viria a ser melhorado por ordem do rei D. João IV, depois da restauração da independência portuguesa, em 1640. Esteve envolvido nas Revoltas Liberais, em 1832, e mais tarde com a perda de interesse militar, funcionou como prisão para presos políticos. Já no século XX, devido ao seu marido fazer parte da guarnição, nele residiu, Florbela Espanca, a poetisa portuguesa que para além da sua obra literária, é considerada a precursora do movimento feminista em Portugal. Atualmente sedia o Instituto da Defesa Nacional.

10 - (multi-) Faróis antigos da Foz do Douro by ivoaspereira

Esta multi-cache pretende dar a conhecer os três faróis antigos que existem na freguesia de Foz do Douro: Farolim de Felgueiras, Farol da Senhora da Luz (já mencionado na cache “O Comboio da Foz”) e Farol de São Miguel-o-Anjo.
O Farolim de Felgueiras trata-se de uma torre hexagonal em alvenaria de granito aparente, com dez metros de altura. Possui varandim e lanterna vermelhos, e um pequeno edifício anexo com paredes rebocadas e pintadas de branco.
O Farol de São Miguel-o-Anjo é um primitivo farol português, classificado como Imóvel de Interesse Público. Foi o primeiro edifício puramente renascentista datado, em Portugal e um dos mais antigos da Europa.

11 - (wig-) Tripeirum by the_Ateam & Insano

Esta wherigo proporciona-nos uma divertida aventura e um passeio bem agradável junto à margem do rio Douro. A máquina fotográfica é imprescindível durante este excelente passeio.

12 - (tradicional-) Capela do Senhor e Senhora da Ajuda, by ACorreia+Bé

Aqui podemos apreciar uma linda capela seiscentista, de planta longitudinal, formada por nave, capela-mor, torre e sacristia. A fachada é antecedida por um alpendre sustentado por quatro colunas nascendo em muro de cantaria, corrido interiormente por banco. Junto do alçado posterior encontra-se o Cruzeiro do Senhor da Ajuda, em granito, com cruz latina simples e representação escultórica de Cristo.
Na origem desta capela encontram-se raízes locais de ligação com as atividades marítimas, desde a construção naval, à pesca e até ao comércio. A construção de uma capela neste lugar dava a oportunidade aos operários e marinheiros de puderem pedir proteção divina e agradecer o regresso a bom porto, das suas viagens para o alto mar.

13 - (tradicional-) Largo Santa Catarina by Zzorg

Neste largo podemos visitar a capela de Santa Catarina e um miradouro. Esta capela foi construída em terrenos doados por D. João I, nos finais do séc. XIV e está intimamente ligada à gente da marinhagem. Por ser numa zona alta da cidade era local de vigia e de guia dos navios.
Aqui, desfruta-se de uma paisagem maravilhosa com vista para o Rio Douro e sua Foz. Mais um bom local para umas boas fotos!

14 - (multi-) O Carro Eléctrico [Porto] by OverdoseNesquik Team

Esta multi-cache leva-nos a conhecer o Museu do Carro Eléctrico, no Porto. Este museu foi fundado em 1992 pela Sociedade de Transportes Coletivos do Porto, S.A., e tem como missão preservar, conservar e interpretar, em benefício do público, espécies e artefactos ilustrativos e representativos da história e desenvolvimento dos transportes públicos urbanos sobre carris da cidade do Porto. Através da investigação e da exposição das suas coleções, da organização de exposições e programas de índole cultural o Museu do Carro Eléctrico proporciona aos seus públicos a oportunidade de aprender, experimentar e conhecer de perto a história, o desenvolvimento e o impacto socioeconómico dos transportes públicos sobre carris da cidade do Porto.

15 - (tradicional-) Igreja S.Francisco by  Nheku&Comp

A Igreja de São Francisco é uma igreja gótica, classificada como Monumento Nacional desde 1910, situada em pleno Centro histórico do Porto. A construção iniciou-se no século XIV como parte de um convento Franciscano. No início do século XVIII, todo o interior sofre uma remodelação profunda através da construção dos principais retábulos de talha dourada, que caracterizam o interior que pode ser hoje observado. Anexa à sua entrada frontal, situa-se a Igreja da Venerável Ordem Terceira de São Francisco. Esta igreja continua a ter uma grande importância para o Porto e para toda a História da Arte portuguesa.

16 - (tradicional-) The shortest street in Porto: Afonso Martins by Bioengineer

Esta cache leva-nos à rua mais pequena do Porto. Tem menos de 30 metros e faz a ligação entre as movimentadas Rua das Flores e Rua Mouzinho da Silveira, localizadas na zona histórica da cidade.
Aqui bem perto, pode ser visitada a Estação de São Bento. Está situada na Praça de Almeida Garrett, o edifício da Estação, de influência francesa, foi delineado pelo arquiteto portuense José Marques da Silva. Situada no Centro Histórico do Porto, a estação é um dos principais monumentos na cidade, sendo especialmente célebre pelos seus painéis de azulejo.

17 - (multi-) Time for Romance, by kidloco

Esta multi-cache proporciona-nos um passeio muito agradável por jardins muito bonitos. Pode-se visitar a casa Tait e o Museu Romântico da Quinta da Macieirinha.
A casa Tait alberga o museu de numismática e foi a residência de várias famílias Inglesas. Miss Muriel Tait, sua última proprietária, vendeu a propriedade ao município portuense, condicionando-lhe a função futura a “espaço verde público”. Aqui podemos admirar as belas coleções de rosas, camélias, de brincos de princesa, ou o majestoso “liriodendrum tulipifera”.
O Museu Romântico reconstitui uma habitação burguesa do século XIX, cujos interiores remetem ao movimento artístico e literário do romantismo. Aqui esteve instalado o exilado Carlos Alberto, rei do Piemonte e da Sardenha, até à data do seu falecimento, em 1849. Muito do seu dia-a-dia é retratado ainda com objetos, quadros e mobiliários expostos.

18 - (tradicional-) My Beautiful Crystal - Jardins Palácio de Cristal, by K!nder

O Parque e os Jardins do Palácio de Cristal são um agradável espaço verde, em plena cidade do Porto, a partir do qual se desfrutam deslumbrantes panorâmicas do rio Douro e do mar. Estes jardins românticos foram projetados na década de 1860 pelo paisagista alemão Emílio David, para envolver o então Palácio de Cristal, renascido em 1952 como Pavilhão do Desporto e rebatizado em 1991 para homenagear a atleta, passando a chamar-se Pavilhão Rosa Mota. Os Jardins românticos do Palácio de Cristal, sempre foram um palco privilegiado de vários eventos culturais, sociais, espetáculos e divertimentos públicos. Os jardins temáticos estão representados pelo Jardim das Plantas Aromáticas, Jardim das Medicinais, Jardim do Roseiral e ainda o Jardim dos Sentimentos.
 

Assim terminados a nossa sugestão de Rota para o Concelho do Porto. No entanto, Porto ainda tem muito mais para descobrir!

 

Na próxima rubrica, vamos descobrir as ruas e ruelas de Amarante (Porto) e Guimarães (Braga).

 


 

 

...::: BOUA PA CARAGO! :::...

Caches em destaque

 

Para esta rubrica, e porque estamos no mês do Anúncio dos Vencedores dos prémios GPS 2015, resolvemos destacar caches ativas, vencedoras ou finalistas dos anos anteriores dos distritos do Porto e Braga.

 

(multi-) GhostBusters by Nandini & Coruja

(found) 402 (favorite) 60

Desenrola-se no Sanatório de Mont`Alto, situado no Monte de Santa Justa no concelho de Valongo (Porto). Estas unidades hospitalares situavam-se em locais de elevada altitude, devido à pureza do ar, e também por ficarem afastados das populações. A sua estrutura contava com a existência de uma capela, de uma escola e até de um edifício servindo de lavandaria.  Esta unidade chegou a albergar e tratar diariamente mais de três centenas de doentes, tendo encerrado a sua atividade no ano de 1975.
Após o encerramento, as instalações foram assaltadas, espoliadas e vandalizadas. Desde então a degradação tem sido uma constante, pelo que atualmente só existe betão e paredes muito degradas.
Esta multi-cache apresenta um nome sugestivo, perante o cenário existente, pois o local é absolutamente fantástico e de noite adquire um encanto assombroso. Que paisagem! E ao mesmo tempo, que arrepiante!
Vale pela Panorâmica noturna, sobre as cidades de Gondomar, Valongo, Porto,...
Destaca-se pela aventura que proporciona e pelo local onde que se situa.


 

(tradicional-) Ribeira das Cabras by Callaeci 

(found) 43 (favorite) 24

Ribeira das Cabras situa-se em Covelo do Monte, Amarante (Porto). Para chegar ao seu GZ é preciso fazer uma bela caminhada, que nos leva até um local magnífico. A envolvência com as vertentes encaixadas é fantástica, a sensação de estar envolto pela montanha gigante é permanente. Ali respira-se natureza!  
Na chegada a uma cota ao nível da ribeira avistasse uma "piscina" natural. É necessário parar uns momentos para apreciar e saborear toda aquela paisagem, aquele paraíso perdido!
Sendo a paisagem encantadora, as dificuldades de terreno para aceder a esta cache ficam atenuadas… uma cache que enfeitiça, num local mágico!
Esta cache destaca-se pelo extraordinário local e pela grande e divertida aventura que proporciona.


 

(letter-) VIAGEM AO CENTRO DA TERRA #2 by DRAGÃO and Pirat@ 

(found) 328 (favorite) 144


Esta letterbox situa-se em Valongo (Porto). Como o nome indica, é uma verdadeira viagem até ao centro da terra…
É uma cache que se destaca por proporcionar muita adrenalina e aventura durante todo o seu enlace e pelo local. É necessário trabalho de grupo, e material específico.
É difícil descrever a sensação que sentimos ao entrar terra dentro, a emoção ao ver o buraco, o frio que nos rodeou na entrada, e lá dentro o silêncio… é fantástico! Vale muito a pena a viagem, é lindíssima e num dia lindo de sol e calor melhor então, ver o sol entrar, descobrir a maravilhosa água, sentir o fresquinho próprio da mina e o fascínio de a descobrir… parece ser um mundo à parte… simplesmente maravilhoso!


 

(letter-)  O Resgate do Soldado Ryan by madureira's (helpd veraci team e Brunolsq)

(found) 157 (favorite) 81


Situada em Santa Comba, Paredes (Porto) é uma Letterbox noturna, bastante complexa, que proporciona uma grande aventura, levando o geocacher a encarnar as personagens do filme e ultrapassar todas as dificuldades para resgatar o soldado Ryan.
O enquadramento dos spots, containers e história está muito bem conseguido e o conjunto proporciona uma experiência inesquecível e intensa.
Tem que ser feita em grupo, pois existem pontos em que o trabalho de equipa é imprescindível.
É uma cache que continua a ser muito distinguida pelos geocachers. Destacando-se pela aventura proporcionada.

 

(tradicional-)  Hospedaria Castreja ***** by He_Lu

(found) 295 (favorite) 98


Situada no sopé do monte da cividade de Bagunte (Porto), mesmo no início da subida para o castro.
Pretende indicar um dos acessos a esta cividade, que é monumento Nacional desde 1910. Tratava-se de um povoado com cerca de 800 casas, onde viveram de duas a quatro mil pessoas. Este povoado fortificado da Idade do Ferro, e posteriormente romanizado, ocuparia uma considerável área, com cerca de 325 m de comprimento por 150 m de largura. Como núcleo arqueológico é um dos mais importantes vestígios históricos do concelho de Vila do Conde. Poderá vir a ser um espaço museológico aberto e dinâmico.
Esta cache é um hotel TB, onde podem fazer trocas. Destaca-se pelo seu container muito bem elaborado e bem camuflado.


 

 (tradicional-) *Estrada Nacional 13* by Paulo618

(found) 265 (favorite) 89

Situada, como o próprio nome indica, na Estrada Nacional 13, outrora uma das principais vias entre Portugal - Espanha e entre o Minho-Porto. Nos dias que correm, pode ser uma estrada mais procurada, especialmente para os que buscam treinar aptidões úteis a qualquer condutor! Esta cache, situada em Esposende (Braga), é uma experiência funcional e um bom treino para corrigir o que pode acontecer a qualquer um na Estrada Nacional 13 e não só! Para além de uma cache bem pensada e para os mais curiosos, há um café mesmo ao lado com conteúdos interessantes e originais. Depois do cansaço da cache, é uma boa proposta para descansar o corpo e a mente. 

 

 

(unknown-) Vizela Cittaslow Cache Bónus - TB Hotel by trilhosecaminhos

(found) 117 (favorite) 34

Esta é uma cache bónus possível de ser realizada após a busca de 6 outras caches localizadas em cada ponto de acesso de Vizela (Braga). Concluída essa tarefa e retirados os devidos códigos, tem-se a informação para encontrar uma chave. Pois bem, não estranhem se encontrarem a cache / logbook, antes de descobrir a chave! Ah pois é! Mas encontrar o logbook não significa que conseguem assiná-lo! Sabem aquela sensação de passar na rua e encontrar uma cache sem querer? Esta está mesmo a sorrir para vocês, mas.... inacessível! Hilariante! Proporciona bons momentos de aventura e dá um efeito WOW.

 

 (multi-)  #16 Caminhada Monte Castro Homenagem aos Pedreiros by paulo618 e Tico 83

(found) 199 (favorite) 59

Voltamos a Esposende, mais precisamente, ao Monte do Castro que se destaca não só pelos containers diferenciados e bem enquadrados, mas também pelas paisagens fantásticas que podem ser encontradas ao longo das caminhadas propostas. Focando esta cache, homenagem aos pedreiros, é uma caminhada agradável, com pontos intermédios bem enquadrados na temática e com um final de topo, bem escondida e na generalidade muito bem conseguida. Uma homenagem de excelência com uma mensagem significativa, com destaque pelo local e container.

 

(tradicional-) Rio Vizela by trilhosecaminhos

(found) 154 (favorite) 50

Vamos até ao Rio Vizela. Há sempre outro encanto, dependendo da altura do ano pode, ou não, a corrente estar mais forte, e procurar uma cache ao som da água a bater nas rochas.... também pode demorar o seu tempo, especialmente quando não se está à espera de um container como o que se encontra aqui... Podem procurar, insistir e persistir... Só conseguirão encontrar o logbook se utilizarem o mecanismo correto. Mais uma brilhante ideia que tem uma elevada quota parte de grandiosidade! Originalidade não falta e espaço para logs também não!

 

 (tradicional-) Trilho das Eiras #03 - Anfiteatro by GeoPumasTeam

(found) 379 (favorite) 72

Desta vez vamos até Vila Nova de Famalicão (Braga), mais especificamente até ao Monte das Eiras onde pode ser encontrado um trilho com caches diversificadas num percurso com património natural, arqueológico e outros pontos de interesse. Destacamos esta cache, situada no que se pensa ser uma antiga pedreira. Muito bem pensada e enquadrada no local, cuja descoberta não é imediata e pode exigir alguma atenção e deslocação. Um mecanismo bem conseguido que merece ser descoberto.

 


 

...::: BAMOS PÓ CONBÍBIO :::...

EVENTOS

 

 

 

(evento-) Love Love... Braga by 100espinhos  (attended) 456

O Mega Evento chegou a Braga cheio de sugestões para os dias 12, 13, 14 e 15 de agosto! Com uma organização que permitiu a participação nas atividades ou o livre trânsito pela cidade, estava tudo a postos para que houvesse Love in the air durante 4 dias. Não faltou nada durante estes dias: boa disposição, convívio, muitas caches, atividades para todos os gostos, workshops, visitas culturais, lab caches e... muito Love!  

Claro, o Signal The Frog e Lackey Carly também marcaram a sua presença e encheram de significado estes dias, com a simpatia com que interagiam com todos os presentes! O Geocaching no seu melhor, na vertente convívio e descoberta! De destacar, ainda, o acesso gratuito ao Domus da Escola Velha da Sé, Fonte do Ídolo, Termas Romanas do Alto da Cividade e, para refrescar, à Piscina do Complexo Desportivo da Ponte e a visita às 7 Fontes. Uma evento que procurou responder aos diferentes gostos geocachianos, e não só, cujo feedback só podia ser positivo! Vingaram a beleza e património da Bracara Augusta, não temos dúvidas que os participantes ficaram in Love e que voltarão! Parabéns à organização pelo Mega na Bracara Augusta e até para o ano na Cidade Invicta!

  

(evento-) II Geocafé & Ice Cream no Park Natural de Vizela by J.C.R. Team  (attended) 12

Ainda no distrito de Braga, mais concretamente em Vizela, existiu uma proposta para café e porque não um gelado considerando as noites amenas que já se faziam sentir. Realizado no dia 29 de julho e que decorreu entre as 21h30 e as 23h30 no agradável parque natural de Vizela, o evento contou com boa companhia, partilha de experiências e boa disposição. O relógio deu à corda e, rápido demais terminou o convívio, mas convidou à visita deste local caraterizado, principalmente, pela sua beleza natural e árvores que atingem os 130 anos.

 

(evento-) Take 27 - O que fizeste no fim de semana? by Pocoyo & TuchaT  (attended) 15

Este evento decorreu no dia 16 de agosto na cidade de Póvoa de Varzim (Porto).
Pocoyo & TuchaT pretenderam juntar os geocacheres e fazer o rescaldo do fim-de-semana que coincidiu com o Love Love Braga, logo não faltou tema de conversa para esta noite.
Foi um final de noite agradável, onde estiveram presentes vários geocacheres. Falou-se de novos projetos, das experiências vividas e das caches feitas. Apareceram também muitos TB's e um logbook muito original.

 

 

(evento-) Sardines on Carbon or Carbon on Sardines? by Clamie  (attended) 19

Este evento, convívio de verão, decorreu no dia 20 de agosto em Leça do Balio (Porto), num parque de merendas. Não faltou boa disposição, partilha de experiências e muita comida. Após o churrasco a owner presenteou os geocachers com um caldo verde e para sobremesa, um delicioso bolo. Foi um final de tarde e noite muito agradável de onde os geocachers presentes levaram boas memórias.


 

(evento-) V GeoFrancesinhas (Edição Limitada) by QuestionMan  (attended) 13

Este evento decorreu no dia 6 de agosto no centro da cidade de Amarante (Porto), uma charmosa cidade que reúne o histórico e o contemporâneo. É um evento habitual e foi a sua 5ª edição.
Este evento para além da saborosa francesinha culminou numa excelente caminhada à beira-rio, e claro, mais uns sorrisinhos no mapa.
De realçar o convívio e os bons momentos de confraternização durante o passeio pela cidade.

 



 

PRÓXIMOS CONBÍBIOS

Braga:

(evento-) 14/09/2016 Meeting Point Minho... depois das férias!

(cito-) 17/09/2016 Limpeza na Portela de Leonte

Porto:

(evento-) 26/09/2016 Meet the Reluctant Brexiteers

(evento-) 08/10/2016 Rodízio? Bora lá!!!

 

 

Por agora é tudo, mas voltaremos com mais novidades... Prevêem-se Ventos fortes vindos de Norte! ;) Até já!

 

Fonte: Os conteúdos para elaboração desta rubrica e imagem da Avenida Central (Braga) foram retiradas de diversos sites pesquisados, nomeadamente dos respetivos dos municípios, blogs e não só. As fotos têm identificação do autor aos quais agradecemos a sua disponibilização.

Nota: Alguns termos utilizados são expressões nortenhas e palavras escritas conforme a pronunciação.

Guardar



7 comments

  • Comment Link Hugo Pita 14 September 2016 Hugo Pita

    Muitos parabéns por esta nova rubrica, está muito bem apresentada. Aguardamos pelas próximas.

  • Comment Link Daniel
Azevedo 13 September 2016 dpainem

    Parabéns pela 1ª edição e que venham muitas mais :)

  • Comment Link José
Sampaio 07 September 2016 ZéSampa

    Excelente!!! Fantástico trabalho! Dá logo vontade de fazer as malas! :)

  • Comment Link He_Lu 07 September 2016 He_Lu

    Bom artigo, os meus parabéns aos Ventos do Norte pela divulgação do geocaching nos Distritos do Porto e Braga. Finalmente o geocaching a Norte passará a ser falado e sugerido num site que já tinha bastantes referencias ao Centro/Sul do país.
    Agradecer o sugerir de uma geocache nossa vencedora do Distrito do Porto dos Prémios GPS 2014 á precisamente 1 ano.

    Venham mais Clã-Destinos cá do nosso Norte onde cada vez mais se produz mais e melhor geocaches e geocaching.

  • Comment Link JoseSousa 07 September 2016 javs

    E digo mais "Parabéns Ventos de Norte!
    Temos sem dúvida leitura para 3 meses e Não Só!
    Excelentes guias para a região do Porto e Braga.
    Grande Abraço e até já,

  • Comment Link FloraCardoso 06 September 2016 Lusitana Paixão

    Parabéns Ventos de Norte! Uma óptima rubrica que vem colmatar o vazio que existia na divulgação da zona norte.
    Muito bem escrito e ilustrado, uma enorme mais valia para o portal e acima de tudo para a comunidade.
    Obrigada pelo empenho, espero que esta rubrica venha contagiar outras equipas de Norte a Sul do país na vontade de partilharem o que de melhor existe no mundo do geocaching dentro das nossas fronteiras!
    Já visitei algumas das caches destacadas e confirmo que se trata de um guia seguro no que toca à qualidade das sugestões!
    Até breve :)

  • Comment Link Joaquim Safara 06 September 2016 jasafara

    Parabéns pela nova rubrica.
    Belo artigo de que destaco os dois belíssimos guias de escapadinhas de um dia para Braga e Porto.

Login to post comments

Newsletter