08de Março,2021

Geopt.org - Portugal Geocaching and Adventure Portal

12 April 2016 Written by 

Como usar o Geocaching para planear uma viagem?

Existem dois tipos de aventureiros: os com paciência e os desprovidos desta virtude. Os aventureiros com paciência, têm um gosto especial em planear ao detalhe as suas aventuras, onde criam um roteiro de viagem que contemple todos os pontos turísticos de interesse, e não se importam de passar horas a acondicionar todo o material de viagem nos seus devidos lugares. E depois existem os aventureiros que não têm tempo nem paciência para planear nada, e têm um prazer especial em sair de casa rumo ao desconhecido, num verdadeiro "seja o que Deus quiser".
Este artigo, é em especial para os segundos. 

Caro impaciente, certamente já te aconteceu chegar ao destino da tua viagem, saíres do carro e ficares tipo "...... U-AU!....". Aqui, a tua mente começa a vaguear por cada detalhe do que vês, e ficas como que enfeitiçado pela beleza natural à tua frente. Mas, e o que te acontece quando regressas à Terra desse devaneio? Na maioria das vezes, não sabes. Afinal, não criaste um plano de viagem, bastava sair de casa rumo ao destino e depois logo se via. Então, toma nota no que te vamos explicar, e aprende a usar o Geocaching para improvisares de uma forma mais eficaz as tuas aventuras.
Como já explicámos por aqui na DEXcobertas, o Geocaching é basicamente uma caça ao tesouro dos tempos modernos. Porém, este jogo vai muito para além desta simples definição, e se usado como complemento de viagens,  é um excelente meio de conhecer locais que nem sempre surgem nos guias turísticos e que te permitem ter uma outra noção dos locais que visitas. Mas, ainda melhor! Para usares o Geocaching como meio de planear as tuas viagens, apenas basta ires ao mapa do jogo, pesquisar a região para onde queres viajar, e depois escolher as Geocaches a visitar. Muito fácil! Mas, e como as vais escolher?
Simples, basta atenção a alguns detalhes.

 

1. Número de visitas da Geocache

O número de visitas de uma Geocache depende essencialmente de dois factores: o local onde esta se esconde, e o grau de dificuldade em ser encontrada. Quanto ao local onde se esconde, regra geral, quanto mais turístico este for, mais visitas irá ter. Afinal, muitos já usam o Geocaching como complemento das suas viagens, e preparam bem o que querem ver (ao contrário de ti...).
Quanto ao grau de dificuldade, este não faz variar directamente o número de visitas, mas o número de "Found's" ou registos de "Geocache encontrada". Isto é, muitos arriscam em encontrar o tesourinho, mas poucos a conseguem encontrar. São manhosas, hein?!
Assim, quando começares o teu processo de selecção das Geocaches para a tua viagem, tenta adequar o teu tempo disponível para procurar uma Geocache, com o número de pessoas que já a encontraram.

 

2. Número de Fotos Partilhadas

Muitos dos Geocachers, em particular com a "mania" de serem fotógrafos, têm o hábito de partilhar fotos dos locais onde encontram as Geocaches. Na realidade, muitas dessas fotos não vão captar a tua atenção, mas por vezes surgem perdidas no arquivo fotográfico verdadeiras belezas naturais e artísticas que, à primeira vista na página de perfil nem te fazem prestar atenção à Geocache. Recomenda-se então, dar sempre uma espreitadela rápida às fotos do arquivo da Geocache, e ver se alguma desperta o teu interesse, e tornar essa Geocache numa "must-to-do" e que não vais deixar de visitar na tua viagem. 
Ah, mas não te esqueças de partilhar fotos! Poderás ajudar outros impacientes como tu a viajar também.

 

 
 

3. Favoritos e Rácio de Favoritos

Os favoritos podem ser comparados a verdadeiros "Likes", que apenas os membros Premium (€€€) do Geocaching podem dar às Geocaches que encontram. Isto é, sempre que um Geocacher Premium, visita uma Geocache e vê nela algo que a torna numa Geocache a não esquecer pela aventura que proporcionou, certamente irá atribuir-lhe um ponto Favorito.
Torna-se então óbvio que, quantos mais favoritos uma Geocache tiver, maior é a probabilidade de ser uma Geocache que te vai proporcionar uma aventura inesquecível, e que deverás mesmo incluir na tua lista de Geocaches a visitar durante a tua viagem. Mas espera, há outro pormenor que deves ter em conta quanto aos Favoritos. O rácio de Favoritos (ou percentagem de favoritos) da Geocache, é também um indicador da "qualidade" da Geocache. Basicamente, o rácio não é mais do que brincar com números, e criar uma fracção a partir do número de Geocachers Premium que visitaram a Geocache,  com todos estes que no final lhe atribuíram um ponto Favorito. Quantas mais visitas sem atribuição de pontos Favoritos, menor será a percentagem de Favoritos.
Presta então alguma atenção tanto ao número de Favoritos como ao rácio de Favoritos, e procura nestes indicadores uma boa forma de selecção das Geocaches que deves visitar.

 

4. Tipo de Geocache

Existem diversos tipos de Geocaches. Desde as mais simples às mais elaboradas, todas partilham o facto comum, de teres de despender tempo para as realizar. Contudo, em viagem, a escolha do tipo da Geocaches que vais encontrar, ganha uma importância acrescida, uma vez que deves organizar bem todo o tempo disponível, por forma a conseguires visitar tudo o que planeaste. Mas espera, se o teu objectivo é uma Geocache em especial, aí podes perder mais tempo a concluir-la e assim completar o objectivo da tua viagem.
Dentro dos tipos de Geocaches, as Tradicionais são, regra geral, as mais rápidas de encontrar. Estão escondidas nas coordenadas indicadas, e basta dirigires-te até às coordenadas da mesma e começar a procurar. Toma atenção no entanto, que a distância é em linha recta e, não toma em linha de conta a dificuldade que terás pela frente para percorrer essa mesma distância.
As Multis-caches estão organizadas em diversos pontos, que requerem mais algum tempo da tua parte, e que te podem levar a caminhar por alguns minutos num pequeno passeio, ou mesmo levar-te a viajar horas a fio de carro. Mais uma vez, atenção à dificuldade e terreno da Geocache, e também aos atributos da mesma.
Por fim, e apesar de existirem outros tipos, as Earthcaches são provavelmente o tipo de Geocache ideal para viagens. Apenas requerem alguma leitura da informação que cada uma partilha contigo no seu perfil, e depois apenas terás de enviar algumas respostas para o dono/"owner" da Geocache, a confirmar que aprendeste bem a lição.

 

5. Registos de quem encontra a Geocache

Mais ou menos completos, os registos de quem encontra as Geocaches são talvez a informação mais importante a retirar de um perfil de uma Geocache . São estes que te permitem ficar com uma ideia geral de como foi a aventura de encontrar a Geocache para outras pessoas, e a partir daqui concluíres se vale a pena ou não a tua visita. Pensa, no entanto, que cada pessoa vive a aventura de encontrar Geocaches à sua maneira, e que nem sempre o que pode ser bom para outros, o é para ti. Ou vice versa.
Ah, e tenta sempre prestar mais atenção aos registos/"logs" mais compridos. São tendencialmente mais informativos. Mas nem todos!

 
 
 
 

6. Atributos

Os atributos não são mais que símbolos que ajudam facilmente a caracterizar uma Geocache. Através destes, poderás perceber se uma Geocache é acessível a pessoas com deficiência motora, se demoram muito ou pouco tempo a realizar, se tens algum puzzle no terreno para resolver, etc. O mais importante a retirar dos atributos é a ideia global do que te espera no local da Geocache, e o que eventualmente terás de fazer para a concluir com sucesso. Mas não te esqueças de dar uma vista de olhos nas legendas dos atributos, pois cada símbolo corresponde a uma legenda, que nem sempre é assim tão intuitiva.
 

7. Estado das Geocaches

Por fim, e talvez o mais importante dos pontos anteriores, é saber se a geocache pode ou não ser encontrada. Deves ir ao perfil da Geocache, e procurar se o dono/"owner" da mesma a desactivou para manutenção temporária, ou se últimos registos de quem encontrou a Geocache, referem um mau estado da mesma. O mais certo, é até ninguém reportar nada, e encontrares uma Geocache com um livro de registos ensopado. Típico.

 
 

 

Podes então comprovar como o Geocaching  pode ser muito útil nas tuas aventuras improvisadas, e o próximo passo a seguir a ler, é partilhar este artigo com os teus amigos impacientes, registares-te no site do Geocaching, e fazer download da aplicação do jogo para o telemóvel.
Mas, pelo sim pelo não, destaca bem a aplicação na página principal do teu telemóvel, ou não poderás não ter paciência para a procurar na próxima vez que te aventurares.
Boas aventuras!
 
Artigo e fotografias do blog #DEXcobertas. Mais textos em www.dexcobertas.weebly.com

 



2 comments

  • Comment Link FloraCardoso 12 April 2016 Lusitana Paixão

    Este blog é já uma referência entre nós! Obrigada João pela partilha dos teus artigos no nosso espaço! Mais um tema super bem desenvolvido! Até breve :)

  • Comment Link Aida Felicidade 12 April 2016 H@ppyAid@

    Parabéns por este artigo e pelo excelente blog.

Login to post comments
Geocaching Authorized Developer

Powered by Geocaching HQ
Geocaching Cache Type Icons © Groundspeak, Inc.
DBA Geocaching HQ.
All rights reserved. Used with permission.

Newsletter