20de Maio,2018

Geopt.org - Portugal Geocaching and Adventure Portal

Nova aventura e mais um Cantos & Recantos por terras da mais alta Serra de Portugal, o objectivo, chegar à Lagoa do Covão dos Conchos  

O dia estava óptimo para uma caminhada, temperatura amena com algumas nuvens cinzentas, sem vento e visibilidade perfeita para a nossa aventura, cachemobil estacionado junto à Lagoa Comprida, tempo ainda para 2 dedos de conversa enquanto fazíamos provas de queijos e presunto na loja ali existente, depois material devidamente verificado e cá vamos nós iniciando a caminhada que começa na maior lagoa da Serra da Estrela e termina numa das mais surpreendentes numa aventura de cerca de 3 Horas (caminhada em modo passeio ida/volta).

O caminho acompanha o lado esquerdo da lagoa que, nesta altura do ano (Maio), está cheia, como não havia vento estava um espelho de água maravilhoso, no inicio do caminho encontramos a primeira GeoCache [VR01] Geocaching Trail - Vale do Rossim de um percurso linear de dificuldade média/alta com cerca de 25 Kilometros, onde poderão encontrar 63 GeoCaches tradicionais, no nosso caso passamos por 11 GeoCaches deste percurso.

Seguimos sempre por um caminho de terra batida e em alguns locais com bastantes pedras soltas e ainda com água que se infiltra pelas pedras e nos faz pensar que estamos dentro de um ribeiro. A vegetação durante todo o percurso é rasteira e com a existência de grandes fragas graníticas tais como a Fraga da Pena Ruiva e de onde temos uma vista privilegiada sobre 3 Lagoas, a Comprida, a do Covão do Forno e a do Covão do Curral e mais a frente temos mais uma GeoCache que têm mais uma com Vista Sobre as Lagoas continuando a maioria do trajecto plano, havendo algumas subidas pouco acentuadas mas nada que demova um GeoCacher de atingir o seu objectivo.  

Após 2 horas de caminho e percorridos cerca de 5 Kilometros, chegamos ao Covão dos Conchos que, à primeira vista, parece uma lagoa comum mas, na verdade, é uma pequena barragem que desvia as águas da Ribeira das Naves. É necessário continuar a caminhada contornando pelo lado direito da barragem e atingir o outro extremo onde então se avista um circulo em forma de funil no meio da água, este têm no seu interior uma tubagem com cerca de 2 Kilometros de comprimento que desvia o excesso de água desta Barragem para a Barragem da Lagoa Comprida. 

Depois de efectuar o registo sentamos-nos e apreciamos a beleza em todo o redor, que bem que soube sentir a frescura do local e que nos ajudou a recuperar o folgo para o retorno e a paisagem a limpar a alma, aos nossos pés o funil com alguma flora ao seu redor que o torna de uma beleza ímpar e de onde se escuta o deslizar das águas que escorrem suavemente para o seu interior. Fotografias para a posterioridade e chega a hora de voltar ao inicio pelo mesmo percurso.

Em suma esta GeoCache faz parte da minha lista de Favoritos e Não Só!

Desejo a todos Boas Cachadas e um até já com um outro Canto & Recanto perto de ti,

javs&family

E como nota de rodapé que, segundo o Plano de Ordenamento do Parque Natural da Serra da Estrela, esta área está inserida na Área de Protecção Parcial Tipo I, ou seja, interdita a qualquer actividade motorizada, com excepção de actividades ligadas a veículos de emergência e vigilância. Quer o SEPNA da GNR, quer as brigadas de montanha da GNR podem autuar.

Published in Cantos & Recantos
Friday, 13 August 2010 10:25

[Eventos] Gratulerer med dagen

Event CacheGratulerer med dagen

15 de Agosto de 2009. Covão da Ametade. Serra da Estrela.

Férias. Família em Convívio. Amigos. Geocaching.

Este podia ser o indice do livro que começou a ser escrito nesse dia, quando em plena nascente do Rio Zêzere se dá o nascimento dos Patas Tenras, apadrinhados pelos Hermínios! Dia esse que ficou marcado para sempre nas vidas da Pata Mor Soraia, da Pata Sofia e do Pata Paulo. Depois desse dia nada seria como dantes!

Muitas aventuras foram vividas, muitos kilometros foram percorridos e bastantes caches foram encontradas! Algumas vezes de uma forma solitária, outras acompanhados e outras ainda muito bem acompanhados. A família dos Patas foi crescendo, e nesse mesmo fim de semana já tinha gerado novos Patas: a Pata Direita Paula, o Patinha Miguel, a Patinha Joana, a Mãe Pata Anabela, o Pai Pata Manuel António e até uma Pata Muggle Silvia. E apesar da crise, os Patas encontram-se em expansão e no futuro contam crescer ainda mais!

Published in Geocaching

Newsletter